O Sistema de Recolha de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) do Parque das Nações, sistema único em Portugal, apresenta inúmeras vantagens associadas à sua utilização. Contudo, essas vantagens implicam o cumprimento de uma série de regras por parte dos respetivos utilizadores, residentes nesta zona da cidade de Lisboa. Os horários de deposição, o tipo de resíduos a depositar e as condições em que essa deposição é feita, são fatores relevantes para o cumprimento dos desígnios associados ao sistema: proteção ambiental e garante da saúde pública.

Numa fase inicial de diagnóstico, identificou-se ser o Sistema de Recolha de RSU do Parque das Nações desconhecido para a generalidade dos estudantes da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) que têm aqui uma oportunidade para perceber a relevância, e o modo de funcionamento, de um sistema desta natureza.

A vídeo-reportagem apresentada é da responsabilidade dos estudantes do primeiro ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da ESTeSL, Dinah Albuquerque, Felícia Sofia e Hugo Silva, desenvolvida para o projeto “Litter Less Campaign” no âmbito do Programa Eco-Escolas/Jovens Repórteres para o Ambiente. A sua concretização contou com a prestimosa colaboração da Câmara Municipal de Lisboa (Direção Municipal de Higiene Urbana, Departamento de Higiene Urbana, Divisão de Limpeza Urbana, Equipa de Gestão Urbana do Parque das Nações), a quem se agradece na pessoa do Dr. Luís Ribeiro.

Deixe um Comentário




Introduza o seu e-mail


Novembro 2018
S T Q Q S S D
« Out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
Categorias
Parceiros