Archive for the ‘Saúde’ Category

Foi nos passados dias 10 e 11 de novembro, que teve lugar em Mafra a edição deste ano do Seminário Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente e onde, naturalmente, a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) marcou presença.

A saída de Lisboa teve lugar ao fim da manhã, depois de garantida a atividade do Global Action Days, com a partilha de viatura entre os docentes e estudantes participantes (professores Ana Monteiro e Vítor Manteigas e estudantes Beatriz Luz, Filipe Vinhais e Hugo Silva).

Esta participação, que aconteceu já pela quinta vez consecutiva, surgiu na sequência do trabalho desenvolvido no Programa Jovens Repórteres para o Ambiente | Young Reporters for the Environment, e que veio a culminar com a atribuição do primeiro lugar na modalidade de vídeo campanha e de uma menção honrosa na categoria de fotografia, no concurso Litter Less Campaign (ver “Beatas no chão… NÃO!” e a participação da ESTeSL na Litter Less Campaign e ESTeSL representa Portugal no concurso internacional Litter Less Campaign), trabalhos dos estudantes Beatriz Luz, Hugo Silva e Sofia Coelho. Garantiu-se ainda a atribuição de uma menção honrosa na modalidade de foto-reportagem no concurso nacional Jovens Repórteres para o Ambiente, com o trabalho “Dejetos na via pública: um problema de saúde pública“, das estudantes Jéssica Moreira, Laura Fernandes e Suazilene Sacramento.

A ESTeSL no Seminário Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente 2017

Na edição deste ano do Seminário Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente, os estudantes e professores participantes integraram grupos de trabalho distintos que culminaram na preparação de artigos de índole jornalístico, de foto-reportagens e de vídeo-reportagens, associados às saídas de campo que tiveram lugar na tarde de sexta-feira. As saídas de campo em que a comitiva da ESTeSL participou, realizadas em simultâneo, foram: (i) Vale do Lizandro; (ii) Tratolixo; (iii) Reserva Mundial de Surf; e (iv) Mosteiro de Mafra e Jardim do Cerco. Decorreu ainda uma visita ao Centro de Recuperação do Lobo Ibérico mas na qual não houve a participação de nenhum elemento da escola.

Este foi um fim-de-semana intenso, de muito trabalho, com os estudantes da ESTeSL a terem um papel relevante nos grupos de trabalho em que participaram, mas também com muita diversão, muitas novas amizades e excelentes ideias para os desafios que se aproximam, tendo como mote a Saúde e o Ambiente e que em breve anunciaremos. Este ano haverão Missões Jovens Repórteres muito interessantes, como sempre!

Para finalizar, deixamos uma nota de destaque à organização (parabéns a toda a equipa da Associação Bandeira Azul da Europa) e um cumprimento especial à comitiva da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC) com a qual temos vindo a criar sinergias (e boas energias) para a concretização de alguns trabalhos conjuntos.

Este foi um ano intenso onde, para além dos Programas Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente, o projeto Interreg Sudoe ClimACT acabou por ocupar algum do nosso tempo e “sorver” muitas das nossas energias.

Entretanto, as notícias associadas à participação da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) em alguns dos projetos e desafios a que nos propusemos este ano começam a chegar.

Já vos havíamos dado conta de que na sequência da participação da ESTeSL no Litter Less Campaign, fomos selecionados para representar Portugal no concurso internacional e acabámos por participar na Missão Litter Less na Reserva Mundial de Surf (Ericeira, Portugal), fruto do trabalho dos estudantes Beatriz Luz, Hugo Silva e Sofia Coelho. Agora, findo que está o processo de avaliação de todos os trabalhos submetidos aos diferentes projetos e desafios associados ao Programa Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente, podemos adiantar-vos de que o trabalho desenvolvido pelos estudantes da ESTeSL foi, mais uma vez, objeto de reconhecimento.

Para além da Menção Honrosa atribuída à fotorreportagem “Dejetos na via pública: um problema de saúde pública“, das estudantes do primeiro ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental, Jéssica Moreira, Laura Fernandes e Suazilene Ferreira, submetida ao Jovens Repórteres para o Ambiente, ficámos a saber por estes dias que mais trabalhos terão sido premiados.

No desafio “Descobre a tua Geodiversidade”, numa parceria entre o Programa Eco-Escolas e o Comité Nacional para o Programa Internacional de Geociência da UNESCO, as estudantes Ana Roque e Patrícia Duarte do terceiro ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental, realizaram uma vídeo-reportagem acerca do geossítio identificado no Bairro da Mata (Vila Franca de Xira), tendo sido um dos trabalhos premiados (ver A Saúde Ambiental aventurou-se no “Descobre a tua Geodiversidade”).

Igualmente premiada foi a fotorreportagem das estudantes do segundo ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental Beatriz Luz, Catarina Nunes e Felícia Silva, realizada para uma das atividades criativas da Geração Depositrão e que abordou a gestão de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos com enfoque naquele que tem sido o papel da ESTeSL em garantir o encaminhamento adequado deste tipo de resíduos, tanto dos resíduos produzidos na escola como os recebidos no Depositrão (ver ESTeSL (mais uma vez!) na Geração Depositrão).

Ao longo dos últimos sete anos, e associado ao Programa Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente, temos desafiado os estudantes a realizarem trabalhos, no âmbito (ou não!) de unidades curriculares. Em relação aos estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental, para além das competências a adquirir e desenvolver, associadas ao seu perfil de saída, são desenvolvidas outras competências (as chamadas soft skills) que serão de extrema relevância para qualquer área profissional das profissões de diagnóstico e terapêutica.

Se achas que estes desafios não são para ti, desengana-te!!

Para o próximo ano contamos contigo. “Atira-te” e vem fazer parte de uma equipa vencedora!

No Dia Mundial da Saúde que se celebra a 7 de abril, data escolhida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), ninguém vai ficar parado!

Todos os anos, a OMS escolhe um tema central para ser debatido no Dia Mundial da Saúde e que representa uma prioridade na agenda internacional. O tema de 2017 é a depressão, com o lema “Let’s talk”, visando a iniciativa ajudar a prevenir e a tratar a depressão. Este dia é, assim, uma oportunidade única de alertar a sociedade para temas-chave na área da saúde que afetam a humanidade e para desenvolver atividades com vista à promoção do bem-estar das populações bem como promover hábitos de vida saudáveis.

No Dia Mundial da Saúde... "let's walk and talk"

Com este intuito, e no âmbito do programa Eco-Escolas da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) irá realizar-se uma caminhada, de aproximadamente 3 quilómetros, na área circundante à ESTeSL, para incutir a toda a comunidade académica a importância da adopção de um estilo de vida saudável. A par desta atividade, é também pretendido que seja feita uma observação ao longo de todo o percurso, de possíveis situações anómalas ao nível da mobilidade com o objectivo de estas serem posteriormente assinaladas na plataforma SIG da Rota da Mobilidade, coordenada pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

É importante trazer roupa e calçado confortável, água e máquina fotográfica (facultativo) ou o telemóvel para registar as situações anómalas de mobilidade encontradas e os momentos vividos em comunidade ao longo do percurso.

Contamos com a vossa presença para um “Let´s walk and talk” e celebrar desta forma o nosso “Dia Eco-Escolas“.

Decorre entre os dias 19 e 27 de novembro de 2016 (semana em curso), a 8.ª edição da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos | European Week for Waste Reduction. Durante esta semana, e por toda a Europa, haverão iniciativas (como conferências, exposições, trabalhos artísticos, ações de rua, feiras e apresentações) para alertar os consumidores, trabalhadores, estudantes e outros grupos, de todas as faixas etárias, para a necessidade de reduzir a produção de resíduos e aumentar a consciência ambiental. As ações deste ano estão, naturalmente, subordinadas aos temas Reduzir, Reutilizar, Reciclar, para além do tema específico do ano: Reduzir as Embalagens!
A Valorsul, enquanto organizadora desta iniciativa na área geográfica onde a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) se localiza, desafiou-nos a, mais uma vez, apresentar propostas de iniciativas sobre os temas enunciados. Considerando que a ESTeSL é uma Eco-Escola desde o ano letivo 2010-2011 e que desde esse ano tem aderido formalmente à Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, o desafio foi aceite com a submissão do REPack.
REPack  é um projeto desenvolvido pelos estudantes do 2.º ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da ESTeSL e que pode ser seguido durante a semana e posteriormente, na página criada especificamente para o efeito.

REPack

Considerando que a Organização das Nações Unidas declarou 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, os estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) propõe-se a desenvolver um projeto que passa pela sensibilização dos turistas em Lisboa para a necessidade de reduzir a produção de resíduos de uma forma geral, e de embalagens em particular, sem deixar de ter em conta a hierarquia de prioridades estabelecida pela política comunitária em matéria de gestão de resíduos, com enfoque, para além da redução, na reutilização e na reciclagem. O projeto REPack, que tem como mote a REdução, REutilização e REciclagem de resíduos de embalagens, contemplará o desenvolvimento de instrumentos de sensibilização, tais como: (i) página na internet para divulgação da campanha ; (ii) marcador de livros multilingue com mensagens alusivas à prevenção de resíduos; vídeo tutorial sobre boas práticas na compra de bens em supermercado (legendado em diferentes idiomas) e um flashmob a ter lugar em locais relevantes para os turistas.

We REPack… REduce, REuse and REcycle packaging!

Teve lugar ontem, dia 31 de outubro, na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) a  III Edição da EXPO SAÚDE & TECNOLOGIA, uma exposição de equipamentos, materiais e serviços da área da saúde dirigida à comunidade académica da ESTeSL e a profissionais de saúde, com o objetivo de promover o intercâmbio entre o mundo empresarial da saúde e a sua comunidade académica, numa organização conjunta da ESTeSL e da Associação + ESTeSL.

Fruto do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nos últimos anos, associados à educação ambiental e para a sustentabilidade, a Eco-Escola ESTeSL foi convidada a participar, dinamizando um stand onde teve oportunidade de apresentar algumas das atividades já realizadas desde que se iniciou a implementação do Programa Eco-Escolas na ESTeSL, dando-se ênfase àquelas que no último ano foram merecedoras de reconhecimento externo, como foi o caso da participação na iniciativa “De bicicleta para o trabalho” (ver Reconhecimento em prol da mobilidade e da promoção do uso da bicicleta…), a participação na Geração Depositrão (ver ESTeSL vence spot “REEE no Depositrão)  e no Eco-Repórter da Energia (ver ESTeSL vence Eco-Repórter da Energia 2013).

Stand Eco-Escola ESTeSL na III Edição da Expo Saúde e Tecnologia

Ao longo de todo o dia, muitos foram os estudantes que garantiram presença no stand, mostrando-se disponíveis para o esclarecimento de eventuais dúvidas associadas ao Programa Eco-Escolas e a quem deixamos aqui o nosso agradecimento público.

A Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis é uma associação de municípios que tem como missão apoiar a divulgação, implementação e desenvolvimento do projeto Cidades Saudáveis nos municípios que pretendam assumir a promoção da saúde como uma prioridade da agenda dos decisores políticos.

A Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis, que de certa forma, e em alguns momentos, se pode comparar ao Programa Eco-Escolas, desenvolve uma metodologia estratégica de intervenção baseada nos princípios essenciais do projeto Cidades Saudáveis, nomeadamente: (i) equidade; (ii) sustentabilidade; (iii) cooperação intersetorial; e (iv) solidariedade, seguindo os princípios e objetivos da estratégia de Saúde Para Todos no Século XXI, da Agenda 21 Local e da Carta de Otawa.

A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), para além de estar numa das 29 cidades saudáveis da rede (Lisboa), tem vindo nos últimos anos a desenvolver um trabalho profícuo no âmbito do Programa Saber Envelhecer, da Câmara Municipal de Loures, sendo Loures, também ela, uma cidade saudável.

O programa Saber Envelhecer tem como objetivos promover a adoção de comportamentos e estilos de vida saudáveis que favoreçam um envelhecimento esclarecido e ativo junto da população adulta e idosa; disponibilizar e proporcionar à população idosa o acesso a projetos e atividades no âmbito dos autocuidados e vigilância da sua saúde, contribuindo para a sua qualidade de vida e bem-estar; apoiar a ação de proximidade desenvolvida pelas instituições de idosos, contribuindo para a melhoria dos cuidados por si prestados, investindo na capacitação dos seus dirigentes, técnicos e cuidadores; estabelecer e desenvolver relações de cooperação e de colaboração no domínio da prevenção da doença e promoção e da saúde, com entidades e organizações públicas e privadas, rentabilizando os recursos e potenciando sinergias no desenvolvimento de projetos e ações com objetivos e necessidades complementares entre os parceiros.

No início do ano havíamos referido que Prevenção e Controlo do Tabagismo é tema para “Concurso de Ideias” e o desafio acabou por ser aceite por Joana do Mar Machado, estudante do terceiro ano do curso de licenciatura em Medicina Nuclear da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), que em conjunto com Marisa Machado, estudante de Arquitetura da Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa, submeteu uma ideia que é agora uma das três finalistas (e já vencedora de um prémio monetário) a nível nacional.

De entre as centenas de projetos submetidos, é com orgulho que adiantamos que mais de 60% das ideias vencedoras, de entre todos os escalões, são proveninentes de Eco-Escolas e a Eco-Escola ESTeSL, pelas mãos da Joana, já garantiu o terceiro lugar no 3.º escalão (Ensino Profissional e Ensino Superior).

Concurso de Ideias "Prevenção e Controlo do Tabagismo" (Ensino Profissional + Ensino Superior)

As “Ideias” vencedoras serão apresentadas com o suporte de desenvolvimento do projeto, pelos seus autores, no evento de celebração do “Dia Mundial Sem Tabaco”, a 31 de maio de 2013, numa cerimónia a ter lugar na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e onde as três finalistas para este escalão (Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa em associação com a Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra e Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa) serão seriadas.

Para já damos os parabéns à Joana e à Marisa e desejamos-lhes sorte para a apresentação final.




Introduza o seu e-mail


Novembro 2017
S T Q Q S S D
« Out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Categorias
Parceiros