Archive for the ‘Prémios’ Category

Na sequência da submissão de um projeto da ESTeSL ao Novo Verde Packaging Universities Award, no âmbito do Programa Eco-Escolas/Eco-Campus, e que acabou por ser merecedor da atribuição de uma menção honrosa, foi possível a aquisição de ecopontos que entretanto foram distribuídos pelo edifício da escola.

Ecopontos aquiridos no âmbito do projeto da ESTeSL ao Novo Verde Packaging Universities Award

A partir de amanhã, dia 2 de maio, já será possível separar e encaminhar para reciclagem, resíduos de embalagens de plástico e latas (ecoponto amarelo) e vidro (ecoponto verde), com recurso aos equipamentos localizados em cada um dos átrios da ESTeSL, que têm também a possibilidade de deposição de resíduos indiferenciados. Cumulativamente foi colocado também um ecoponto para a separação de embalagens plásticas e latas, vidro e papel (ecoponto azul) e um outro para os indiferenciados, junto à sala de estudo no rés-do-chão (ao lado da biblioteca). Num futuro próximo, os ecopontos azuis existentes na generalidade das salas de aula irão ser substituídos por outros idênticos, de forma a garantir aí a separação de papel.

Para já, estamos numa fase experimental e é possível que ainda se venham a verificar alguns ajustes mas, sendo esta uma ambição antiga da comunidade académica da ESTeSL, esperemos que seja dado um uso adequado aos equipamentos agora instalados.

Aproveitamos a ocasião para agradecer às estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental, Catarina Alemão, Jéssica Cardoso, Leonor Amaro, Patrícia Fernandes e Raquel Bacalhau, principais responsáveis pelo projeto submetido ao Novo Verde Packaging Universities Award, e sem o qual nada disto seria possível. Agradecemos também à Novo Verde na pessoa da Filipa Moita, responsável de Comunicação e Qualidade daquela entidade gestora de resíduos de embalagens, e que desde sempre nos tem acompanhado nestes desafios, primeiro com a ERP Portugal e agora com a Novo Verde, assim como a todos os restantes elementos do júri, representantes da Agência Portuguesa do Ambiente, da Associação Bandeira Azul da Europa e da Direção-Geral das Atividades Económicas, que nos presentearam com esta menção honrosa.

A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) contribuiu de forma significativa para as mais de 133 toneladas de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos (REEE) e pilhas em fim de vida, recolhidos em todo o país no âmbito do projeto Geração Depositrão, integrado no Programa Eco-Escolas.

Num contexto nacional, o distrito de Lisboa ocupa o 1.º lugar no ranking do peso recolhido, com mais de 24000 kg de resíduos, com especial destaque para a ESTeSL que recolheu e encaminhou para destino adequado mais de 8,5 toneladas. Desde a adesão da ESTeSL ao Programa Eco-Escolas e ao projeto Geração Depositrão, já foram encaminhados mais de 16500 kg deste tipo de resíduos.

ESTeSL lidera ranking nacional da Geração Depositrão

Na sequência desta conquista, teve lugar uma sessão “Geração Depositrão” que decorreu no passado dia 8 de abril na ESTeSL e que contou com a presença de Filipa Moita (ERP Portugal) e de Eva Freitas (LG Portugal), para a entrega de alguns prémios.

No comunicado à imprensa, o Professor Vítor Manteigas, Coordenador do Programa Eco-Escolas na ESTeSL, defende que “a participação das escolas na Geração Depositrão se reveste de particular importância porquanto acaba por ser promotor de boas práticas ambientais nas instituições de ensino e que tendem a ser replicadas pelos estudantes no seu dia-a-dia, concorrendo para uma economia circular. Para além das campanhas de recolha e encaminhamento para destino adequado deste fluxo de resíduos, as atividades criativas da Geração Depositrão, são igualmente uma oportunidade para que os estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa desenvolvam competências relevantes para o seu futuro exercício profissional”.

Filipa Moita, responsável de comunicação da ERP Portugal, sublinhou que “as escolas continuam empenhadas nesta recolha de pilhas e equipamentos elétricos e eletrónicos em fim de vida, garantindo o seu tratamento e reciclagem. A Geração Depositrão continuará no terreno a mobilizar comportamentos e alertar a população para a necessidade e importância de deposição seletiva destes resíduos”.

Para Hugo Jorge, responsável de marketing da LG “A importância da consciencialização para a reciclagem é cada vez mais relevante, sendo um papel não só dos atores diretos como a ERP – que aproveito para felicitar por esta ação continuada há mais de 10 anos – mas também de todas as empresas que, direta ou indiretamente, fazem parte deste ecossistema. A LG tem apoiado esta iniciativa – em parceria com a ERP – no âmbito do seu programa “Choose Smart for a Better Tomorrow” onde diversas ações a decorrer este ano servirão para reforçar esta tomada de consciencialização para o lixo eletrónico – E-Waste.”

A campanha de recolha e encaminhamento de REEE continuará a funcionar até ao final do ano letivo e desafiamos toda a comunidade académica da ESTeSL a fazer uso do Depositrão que se encontra no piso -1, junto à saída do elevador.

WINNERS at "Interreg Talks 6 Projects, 1 Slam", during European Week of Regions & Cities

No decurso desta semana, a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) marcou presença na European Week of Regions and Cities (EURegionsWeek), que teve lugar em Bruxelas, na Bélgica, nos dias 8, 9 e 10 de outubro. Esta presença decorreu da participação da estudante Inês César (membro do Conselho Eco-Escolas e da Comissão Baixo Carbono), onde representou os estudantes portugueses associados ao projeto Interreg Sudoe ClimACT, enquanto estudante do ensino superior.

O ClimACT estava nomeado para os RegioStars e para o “Interreg Talks: 6 projects, 1 slam”, tendo sido um dos vencedores no Project Slam do Interreg Talks, onde foram apresentados todos os projetos finalistas.

A apresentação do ClimACT ficou a cargo de um grupo de estudantes das escolas participantes (onde se inclui a ESTeSL), representantes de Portugal, França, Espanha e Gibraltar, e que foram acompanhados nesta missão por alguns professores e parceiros do projeto.

Esta vitória, decorre do trabalho de uma equipa maior, constituída por estudantes (e respetivas famílias), docentes e não docentes, toda a comunidade académica e comunidade envolvente das quase quarenta escolas ClimACT, assim como do trabalho exaustivo de todos os parceiros (universidades, autarquias, empresas, centros de investigação, organizações não governamentais e outras).

Este é o caminho que perspetiva fazer e que começa agora, nas escolas, rumo a uma economia de baixo carbono, que urge alcançar.

Muitos parabéns a TODOS!

Foi na passada quinta-feira, 4 de outubro de 2018, que uma comitiva da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL), da qual faziam parte estudantes e docentes, representando a comunidade académica, participou em mais um Dia das Bandeiras Verdes, que este ano decorreu na cidade de Pombal e onde recebeu o oitavo galardão Eco-Escolas, a Bandeira Verde, atribuído à ESTeSL.

Tal como já havia ocorrido em edições anteriores, a ESTeSL foi responsável por, em conjunto com a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, dinamizar uma atividade de fotografias criativas que garantiu animação aos milhares de participantes no Dia das Bandeiras Verdes.

Fomos receber mais uma Bandeira Verde...

Muito do trabalho desenvolvido ao longo do ano, e que culminou com a atribuição da Bandeira Verde, foi da responsabilidade de estudantes e docentes de Saúde Ambiental, tendo-se recebido ainda os prémios correspondentes aos lugares conseguidos nos projetos/desafios:

O momento mais esperado do dia teve lugar quando a estudante do curso de licenciatura em Imagem Médica e Radioterapia, Daniela Pasat, membro do conselho Eco-Escolas e da Comissão Baixo Carbono, recebeu a Bandeira Verde, em nome representação de toda a comunidade académica da ESTeSL.

A delegação da ESTeSL que se deslocou a Pombal numa viatura gentilmente cidade pelo Instituto Politécnico de Lisboa, levou consigo a marca do projeto Interreg Sudoe ClimACT e regressou a Lisboa já no fim do dia, trazendo na bagagem aquela que é a sua oitava Bandeira Verde, perspetivando-se para breve o respetivo hastear na Praça da Saúde.

Parabéns a toda a comunidade académica, em especial ao Conselho Eco-Escolas e à equipa de docentes e estudantes que têm vindo a contribuir de forma inegável para uma educação ambiental para a sustentabilidade, de mérito, na nossa escola.

Muitos parabéns às estudantes Jéssica Moreira, Margarida Mossâmedes, Susana Camala e Suazilene Sacramento, do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) pelo trabalho submetido ao ISWA Video Award 2018, promovido pela International Solid Waste Association (ISWA), e que acabou por conquistar o segundo lugar deste concurso internacional.

De entre os 32 trabalhos submetidos, representantes de 18 países (África do Sul, Austrália, Áustria, Estados Unidos da América, Filipinas, Finlândia, França, Grécia, Hungria, India, Indonésia, Itália, Malásia, Nigéria, Portugal, Reino Unido, Singapura e Vietnam), as estudantes da ESTeSL acabaram por garantir o segundo lugar. Para além do segundo lugar conquistado por Portugal, importa salientar o facto do trabalho ter sido realizado sem grandes conhecimentos de recolha e edição de imagem, dando-se destaque à mensagem que se pretendia transmitir. O primeiro lugar foi conquistado por um trabalho das Filipinas e o terceiro lugar foi atribuído a um trabalho da Grécia.

O vídeo foi submetido a título individual e sem associação à ESTeSL, conforme as regras ditavam, mas resultou de um trabalho conjunto desenvolvido no âmbito da unidade curricular de Gestão de Resíduos II, sob orientação do professor Vítor Manteigas. Muitos parabéns a TODOS os estudantes que, independentemente do curso, e para além das vencedoras, têm vindo a realizar trabalhos que de algum modo temos conseguido associar ao programa Eco-Escolas e ao projeto Interreg Sudoe ClimACT. Parabéns!!

The theme of this year’s award is “What Happens to my Waste?”

The ISWA Video Award is an online short video competition. Whether documentary, fiction, animation or a combination thereof – the decision about the film genre as well as the technical realisation is left up to the contestant. Only the length of the film is specified. The video must be minimum 30 seconds and should not exceed a total duration of 80 seconds.

Este vídeo tem como objetivo referir os riscos associados ao abandono de resíduos de plástico no ambiente, que apresentam um crescente perigo para este e, consequentemente, para a saúde pública. Muitas vezes, o destino final destes resíduos é o oceano e o seu longo período de degradação afeta a fauna e a flora. Pretendemos descrever o percurso de uma tampa de plástico de uma forma direta e simples, desde o momento em que é lançada para o chão até chegar ao oceano, percorrendo entretanto vários locais do mundo. Um ato tão simples e tão breve pode ter consequências devastadoras ao longo do tempo. O plástico tem um impacto negativo se não for encaminhado para tratamento adequado.

Dia das Bandeiras Verdes 2018 (Pombal)Depois de ter sido tornado público a atribuição de mais uma Bandeira Verde (Galardão Eco-Escolas) à Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL), podemos então confirmar a nossa presença, mais uma vez, na cerimónia do Dia das Bandeiras Verdes 2018.

Desde o ano letivo passado que a atribuição do Galardão Eco-Escolas surge também na sequência daquela que tem sido a nossa participação no projeto Interreg Sudoe ClimACT e de todo o trabalho entretanto desenvolvido.

A “aventura” começou ano letivo de 2010/2011 e desde então nunca mais parou. Este ano conseguiu-se, pelo oitavo ano consecutivo, conquistar mais um galardão que uma comitiva representativa da comunidade académica da ESTeSL irá receber no Encontro Nacional “Dia das Bandeiras Verdes”, no dia 4 de outubro, em Pombal,

A atribuição deste oitavo galardão vem reconhecer o trabalho de mérito que temos vindo a desenvolver ao longo destes anos, em prol de uma educação para a sustentabilidade, de qualidade, e que este ano foi também, à semelhança dos anos anteriores, objeto da atribuição de vários prémios (ver  ESTeSL é premiada no desafio “Alimentação Saudável e Sustentável” e ESTeSL volta a vencer uma das atividades criativas da Geração Depositrão).

Parabéns a toda a comunidade académica da ESTeSL!…

O projeto Interreg Sudoe ClimACT é novamente finalista! Desta vez falamos do “Interreg Talks: 6 projects, 1 Slam“.

Para além dos três prémios que serão atribuídos no decurso da EURegionsWeek 2018, e onde o projeto ClimACT marcará presença em Bruxelas, de 8 a 10 de outubro para a sua apresentação pública, existe ainda um “Social Media Award”, onde o vencedor será o que angariar mais votos (likes) no respetivo vídeo.

Para votar, basta “gostar” no vídeo incorporado em baixo e dessa forma estaremos também a valorizar todo o trabalho que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) tem vindo a fazer no âmbito do programa Eco-Escolas e do projeto ClimACT. O desafio é votar e partilhar…

In the framework of the #EURegionsWeek 2018, a specific session “Interreg Talks: 6 projects, 1 Slam”, will be organised by Interact and the European Commission (DG REGIO) as the new edition of the Project Slam.

The Slam is part of the capitalisation work implemented by Interact, where the ‘Interreg Talks’ are a series of events aimed at promoting innovative communication approaches related to capitalisation of Interreg results. Specific thematic ‘Talks’ have been organised in the fields identified for Interact capitalisation networks over the past years (Migration, Climate Change, etc.).

The ‘Interreg Talks’ also aim at demonstrating how Interreg works and how its cooperation model could be enlarged/transferred. The Interreg Talks are, by their nature, targeted at stakeholders and audiences other than Interreg practitioners.

For the 2018 edition, Interact has applied to the ‘European Week of Regions and Cities’ (#EURegionsWeek) in order to present a new experience of project slam, by making Interreg results more visible to the targets and audience of this major event. The 1,5-hour slot for this year’s Slam is scheduled during the EURegionsWeek 2018. The Project Slam session will present high impact Interreg projects (see pre-selection criteria detailed below) in an entertaining and easy way to the audience attending the EURegionsWeek.

For this Project Slam a nomination process is open to Interreg Programmes (including Interreg – IPA CBC and ENI Programmes) and its main goal is to identify good projects and results to be showcased by the voice of their protagonists. These projects need to have a high communication power and attractiveness for relevant stakeholders and the audience of the event. The language used must be English, and provided the message is clearly understandable, of course, regional/national accents – the DNA of our diversity – are most welcome.




Introduza o seu e-mail


Maio 2019
S T Q Q S S D
« Abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Categorias