Archive for the ‘Geodiversidade’ Category

Galardão Eco-Escolas (Bandeira Verde 2016-2017)
Já está disponível no portal da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), na área de acesso restrito aos coordenadores do Programa Eco-Escolas, a indicação de que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) foi novamente reconhecida enquanto Eco-Escola.

Este ano, a atribuição do Galardão Eco-Escolas, a Bandeira Verde, surge também na sequência da nossa participação no projeto Interreg Sudoe ClimACT e de todo o trabalho entretanto desenvolvido. Relembramos ainda que este ano fomos, pela primeira vez, sujeitos à auditoria de qualidade, tornando-nos na primeira instituição de ensino superior a passar por este processo, do qual ainda não sabemos o resultado.

A “aventura” começou ano letivo de 2010/2011 e desde então nunca mais parou.  Este ano conseguiu-se, pelo sétimo ano consecutivo, conquistar mais um galardão que iremos receber no Encontro Nacional “Dia das Bandeiras Verdes“, no dia 27 de setembro, em Mafra.

A atribuição deste sétimo galardão vem reconhecer o trabalho de mérito que temos vindo a desenvolver ao longo destes anos, em prol de uma educação para a sustentabilidade, de qualidade, e que este ano foi também, à semelhança dos anos anteriores, objeto da atribuição de vários prémios (ver “A ESTeSL, a Geodiversidade e a Geração Depositrão, pois então!“).

Parabéns a toda a comunidade académica da ESTeSL e aos membros do Conselho Eco-Escolas e da Comissão Baixo Carbono um agradecimento especial, assim como a todos os parceiros que desde 2010 têm contribuído para a concretização deste sonho.

Este foi um ano intenso onde, para além dos Programas Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente, o projeto Interreg Sudoe ClimACT acabou por ocupar algum do nosso tempo e “sorver” muitas das nossas energias.

Entretanto, as notícias associadas à participação da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) em alguns dos projetos e desafios a que nos propusemos este ano começam a chegar.

Já vos havíamos dado conta de que na sequência da participação da ESTeSL no Litter Less Campaign, fomos selecionados para representar Portugal no concurso internacional e acabámos por participar na Missão Litter Less na Reserva Mundial de Surf (Ericeira, Portugal), fruto do trabalho dos estudantes Beatriz Luz, Hugo Silva e Sofia Coelho. Agora, findo que está o processo de avaliação de todos os trabalhos submetidos aos diferentes projetos e desafios associados ao Programa Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente, podemos adiantar-vos de que o trabalho desenvolvido pelos estudantes da ESTeSL foi, mais uma vez, objeto de reconhecimento.

Para além da Menção Honrosa atribuída à fotorreportagem “Dejetos na via pública: um problema de saúde pública“, das estudantes do primeiro ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental, Jéssica Moreira, Laura Fernandes e Suazilene Ferreira, submetida ao Jovens Repórteres para o Ambiente, ficámos a saber por estes dias que mais trabalhos terão sido premiados.

No desafio “Descobre a tua Geodiversidade”, numa parceria entre o Programa Eco-Escolas e o Comité Nacional para o Programa Internacional de Geociência da UNESCO, as estudantes Ana Roque e Patrícia Duarte do terceiro ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental, realizaram uma vídeo-reportagem acerca do geossítio identificado no Bairro da Mata (Vila Franca de Xira), tendo sido um dos trabalhos premiados (ver A Saúde Ambiental aventurou-se no “Descobre a tua Geodiversidade”).

Igualmente premiada foi a fotorreportagem das estudantes do segundo ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental Beatriz Luz, Catarina Nunes e Felícia Silva, realizada para uma das atividades criativas da Geração Depositrão e que abordou a gestão de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos com enfoque naquele que tem sido o papel da ESTeSL em garantir o encaminhamento adequado deste tipo de resíduos, tanto dos resíduos produzidos na escola como os recebidos no Depositrão (ver ESTeSL (mais uma vez!) na Geração Depositrão).

Ao longo dos últimos sete anos, e associado ao Programa Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente, temos desafiado os estudantes a realizarem trabalhos, no âmbito (ou não!) de unidades curriculares. Em relação aos estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental, para além das competências a adquirir e desenvolver, associadas ao seu perfil de saída, são desenvolvidas outras competências (as chamadas soft skills) que serão de extrema relevância para qualquer área profissional das profissões de diagnóstico e terapêutica.

Se achas que estes desafios não são para ti, desengana-te!!

Para o próximo ano contamos contigo. “Atira-te” e vem fazer parte de uma equipa vencedora!




Introduza o seu e-mail


Setembro 2017
S T Q Q S S D
« Jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias
Parceiros