Archive for the ‘Eventos’ Category

Realiza-se no próximo dia 29 de Maio de 2017, no Auditório do Instituto de Soldadura e qualidade (ISQ), no Taguspark, em Oeiras, o Seminário “Descarbonização da Economia – Novos Desafios para os Edifícios“.

Descarbonização da Economia - Novos Desafios para os Edifícios

Este evento tem como objetivo apresentar dois projetos de investigação europeus, o MOEEBIUS e o ClimACT, e ao mesmo tempo divulgar os mais recentes desenvolvimentos no enquadramento, implementação e financiamento da eficiência energética em edifícios.

PROJETO CLIMACT | ClimACT – “Acting for the transition to a low carbon economy in schools – development of support tools” visa promover a transição para uma economia de baixo carbono no sector da educação, criando uma rede temática na região SUDOE e utilizando uma metodologia de Living Lab para apoiar o desenvolvimento de ferramentas inovadoras e modelos de negócios específicos para escolas. As soluções desenvolvidas serão validadas em 35 escolas demonstradoras localizadas em Portugal, Espanha, França e Gibraltar.

PROJETO MOEEBIUS | MOEEBIUS – “Modelling Optimization of Energy Efficiency in Buildings for Urban Sustainability” introduz uma metodologia holística de otimização da eficiência energética, com o objetivo de melhorar as estratégias atuais de modelação e disponibilizar ferramentas de simulação inovadoras capazes de descrever a operação dos edifícios em contexto real. As soluções desenvolvidas serão validadas em diversos tipos de edifícios localizados em Portugal, no Reino Unido e na Sérvia.

A inscrição é gratuita mas obrigatória.

A Futurália, que se apresenta como sendo um evento dedicado à educação, formação e orientação educativa, teve o seu início hoje, dia 29 de março, e decorre na Feira Internacional de Lisboa (FIL), até ao próximo sábado, dia 1 de abril.

A Futurália conta com a presença de inúmeras instituições de ensino (nacionais e estrangeiras) que apresentam as suas ofertas formativas, sejam elas para jovens ou adultos, conferentes, ou não, de grau académico (ensino superior, formação profissional, etc). O evento conta ainda com uma programação paralela de palestras, workshops e debates com o intuito de orientar os jovens e profissionais visitantes, além daquelas que serão as atividades lúdicas, concursos e demonstrações a ter lugar ao longo destes dias.

A Eco-Escola ESTeSL na Futurália

Associada à presença da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) que, tal como vem sendo hábito, pode ser visitada no stand do Instituto Politécnico de Lisboa, o Programa Eco-Escolas da ESTeSL marcou hoje presença, fazendo-se representar pelas estudantes Inês Ouro e Mariana Matos, assim como pelo professor Vítor Manteigas (Coordenador Eco-Escolas e Coordenador Baixo Carbono) e pela Dra. Cláudia Guerreiro, conselheira Eco-Escolas e membro da Comissão Baixo Carbono, que se fizeram acompanhar pela Bandeira Verde 2010/2011, o primeiro galardão Eco-Escolas conquistado pela ESTeSL.

I Encontro Nacional de Bibliotecas Públicas para o Desenvolvimento SustentávelA International Federation of Library Associations and Institutions (IFLA) divulgou no decurso do ano passado, a 28 de Junho de 2016, um documento orientador para as bibliotecas do mundo  – Access and Opportunity for All: How Libraries contribute to the United Nations 2030 Agenda – veiculando a importância que estes equipamentos culturais e construtores de conhecimento têm no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A declaração Statement on Libraries and Sustainable Development já introduzira em 2002 o acesso à informação como fator preponderante para a promoção do desenvolvimento sustentável e o Libraries and implementation of the UN 2030 Agenda – toolkit (2015) enquadra as bibliotecas como motor para o desenvolvimento local e regional.

I Encontro Nacional de Bibliotecas Públicas para o Desenvolvimento Sustentável proposto agora pela Rede de Bibliotecas Municipais de Loures, pretende criar um espaço de debate e discussão no seio das bibliotecas publicas portuguesas reunindo representantes da DGLAB e da BAD bem como entidades externas locais que se possam constituir como futuros parceiros na implementação de projetos que consubstanciem os ODS da Agenda 2030.

Este encontro que se realizará no dia 10 de Fevereiro na Biblioteca Municipal José Saramago (Loures) irá reunir alguns projetos de bibliotecas públicas nacionais para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (painel da manhã) e uma mesa redonda que irá juntar bibliotecários e representantes de entidades públicas ligadas à saúde, emprego e missão social (tarde).

Para mais informações, sugerimos que consultem o programa.

Foi nos passados dias 20, 21 e 22 de janeiro de 2017, no  Centro Cultural de Ílhavo, que teve lugar o Seminário Nacional Eco-Escolas 2017. Na edição deste ano a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) fez-se representar pelo professor Vítor Manteigas, Coordenador Baixo Carbono (no âmbito do projeto Interreg Sudoe ClimACT), coordenador do Programa Eco-Escolas na ESTeSL e docente da área científica de Saúde Ambiental, que se deslocou a Ílhavo em carpool, partilhando carro com colegas professoras da EB23 Mário de Sá Carneiro e da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

O Seminário decorreu da melhor forma e de acordo com o previsto no programa. Dos trabalhos constaram workshops, fóruns Eco-Escolas e painéis temáticos, sendo que em simultâneo teve lugar uma Eco-Mostra.

A ESTeSL e o projeto Interreg Sudoe ClimACT no Seminário Nacional Eco-Escolas 2017

Da participação da ESTeSL, destacamos a realização de uma reunião de trabalho no âmbito do projeto Interreg Sudoe ClimACT, que contou com a presença de alguns dos parceiros, nomeadamente a Associação Bandeira Azul da Europa, a Edigreen, o Instituto Superior Técnico e alguns dos municípios das escolas participantes, assim como dos Coordenadores Baixo Carbono de cinco das escolas portuguesas, uma das quais a ESTeSL. Para além disso, o professor Vítor Manteigas coordenou também um dos fóruns Eco-Escolas, com participantes de todos os níveis de ensino, onde se debateu a metodologia de implementação do Programa Eco-Escolas e, em grupo, se elaboraram Planos de Ação associados aos temas “Energia” e “Espaços Exteriores”.

E assim se resume (e muito!) aquela que foi a participação da ESTeSL no Seminário Nacional Eco-Escolas 2017. Para o próximo ano lá estaremos (seja onde for!) para contribuir da melhor forma que soubermos para o sucesso das Eco-Escolas portuguesas, em Portugal e no mundo.

Irá realizar-se nos próximos dias 20, 21 e 22 de janeiro de 2017, no Centro Cultural de Ílhavo, o Seminário Nacional Eco-Escolas 2017, com inscrições a preço reduzido até dia 12 de janeiro.

Seminário Nacional Eco-Escolas 2017Este evento, que se destina a professores coordenadores do Programa Eco-Escolas (e outros professores), técnicos de municípios envolvidos no Programa Eco-Escolas, assim como outros profissionais ligados à educação ambiental/para a sustentabilidade, tem como objetivos: (i) reunir os professores coordenadores do Programa Eco-Escolas e os técnicos dos municípios envolvidos na educação ambiental, por forma a incentivar a comunicação, possibilitar uma partilha de objetivos comuns e a troca de experiências; (ii) divulgar novos projetos e iniciativas relativas ao Eco-Escolas 2016/2017; (iii) fornecer informação específica relacionada com os temas do ano: alimentação saudável e sustentável, espaços exteriores, geodiversidade e floresta; (iv) fornecer informação científica e pedagógica relativamente aos temas de trabalho; (v) proporcionar a participação em ateliers de caráter prático conducentes a um enriquecimento de estratégias em educação ambiental; (vi) debater a metodologia e as estratégias do Programa Eco-Escolas; e (vii) favorecer a troca de experiências através da participação em Fóruns de Debate.

Nos dias 20 e 21 terão lugar os painéis temáticos, assim como os fóruns de discussão interpares (escolas com escolas e autarquias com autarquias) e ateliers práticos do tipo workshops. Este ano, um dos fóruns, momento onde será abordada a metodologia do Programa Eco-Escolas, será coordenado pelo professor Vítor Manteigas, coordenador Eco-Escolas na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL). Um dos ateliers será dedicado ao projeto Interreg Sudoe ClimACT e contará com a participação de todos os Coordenadores Baixo Carbono, incluindo também o professor Vítor Manteigas (ver ESTeSL na “luta” pela transição para uma economia de baixo carbono (ClimACT) e Equipa portuguesa do projeto Interreg Sudoe ClimACT de visita à ESTeSL).

Estão ainda previstos alguns momentos de particular relevância, tais como a apresentação da Estratégia Nacional para a Educação Ambiental (ENEA 2020), da responsabilidade de João Pedro Fernandes, Ministro do Ambiente, assim como um debate que terá como mote a Educação Ambiental em Portugal –  Que Futuro?, com a presença garantida de Francisco Ferreira e Nuno Gomes Oliveira e que precede a apresentação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, por Carlos Alves.

Durante o evento serão apresentados a generalidade dos projetos e desafios desenvolvidos pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) para a rede Eco-Escolas, e onde a ESTeSL tem vindo a participar de forma relevante, nomeadamente no Eco-Repórter da Energia, no Concurso Eco-Código, na Geração Depositrão, no Jovens Repórteres para o Ambiente, BioDiversity4All, Global Action Days, entre muitos outros. No último dia do evento, dia 22 de janeiro, está agendada a visita a diferentes espaços de interesse na cidade de Ílhavo.

Depois de já termos feito alusão à Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (ver REPack. Projeto da ESTeSL para a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos), podemos adiantar-vos que tudo terá culminado ontem, sexta-feira, dia 25 de novembro.

Aproveitando a ocasião em que, um pouco por todo o mundo, se apelava ao consumo desmesurado – note-se que estamos a falar da Sexta-Feira Negra (Black Friday), estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental, responsáveis pelo projeto REPack, dinamizaram uma ação de sensibilização para a redução de resíduos de embalagens, promovendo aquilo a que chamaram Flashmob “STOP Packaging Waste”, acompanhado pela distribuição de marcadores de livros com a mensagem «”Recicle” o seu comportamento. Reduza os resíduos de embalagens.» em diferentes idiomas (português, inglês, alemão, francês e italiano).

Flashmob #STOPPackagingWasteHoje, com “alguma” irreverência, a equipa do projeto #REPack mexeu-se com ritmo e deixou o desafio… #UseLessPackaging #STOPPackagingWaste #EWWR2016 #ClimACT #ESTeSL #SaúdeAmbiental #Flashmob

Publicado por REPack em Sexta-feira, 25 de Novembro de 2016

Foi nos passados dias 18 e 19 de novembro, que teve lugar em Santa Maria da Feira, na Biblioteca Municipal de Santa Maria da Feira, a edição deste ano do Seminário Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente.

A saída de Lisboa teve lugar ainda durante a madrugada de dia 18, em carpool, com a partilha da viatura com a Jovem Repórter para o Ambiente Joana Pedro que, em representação da Foundation for Environmental Education (FEE) e a Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), marcou presença na COP22, em Marrakech (Marrocos).

Esta foi a quarta vez que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) marcou presença naquele evento, este ano representada pelo professor Vítor Manteigas, docente da área científica de Saúde Ambiental e coordenador dos Programas Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente e pelos estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental, Dinah Albuquerque e Hugo Silva. Esta participação surgiu na sequência do trabalho desenvolvido no Programa Jovens Repórteres para o Ambiente | Young Reporters for the Environment, que viria a culminar com a atribuição do primeiro lugar na modalidade de vídeo-reportagem (concurso nacional) e de uma menção pelo facto do trabalho dos estudantes ter sido finalista no concurso internacional Litter Less Campaign, também na categoria de vídeo-reportagem (ver Sistema de Recolha de Resíduos Sólidos Urbanos: a singularidade do Parque das Nações).

Seminário Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente (2016)

Os estudantes e professores participantes integraram grupos de trabalho distintos que culminaram na preparação de artigos de índole jornalístico, de foto-reportagens e de vídeo-reportagens, associados às visitas que tiveram lugar na tarde de sexta-feira. As visitas, realizadas em simultâneo, foram: (i) Parque das Ribeiras do Uíma; (ii) Parque da Cidade de Lourosa; (iii) Parque Ornitológico de Lourosa; (iv) Corticeira Amorim; (v) Termas de S. Jorge; e (vi) Museu do Papel – Terras de Santa Maria.

Este foi um fim-de-semana intenso, de muito trabalho, muita diversão, muitas novas amizades e excelentes ideias para os desafios que se aproximam, tendo como mote a Saúde e o Ambiente. Não deixem de ver o álbum “Jovens Repórteres para o Ambiente” respeitante a esta participação e às participações nas edições anteriores.




Introduza o seu e-mail


Agosto 2017
S T Q Q S S D
« Jul    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias
Parceiros