Archive for the ‘Energia’ Category

Integrado no Interreg Sudoe ClimACT, projeto onde a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) tem vindo a participar na qualidade de escola-piloto, aplicando a metodologia de trabalho que lhe está subjacente, numa perspectiva de transição para uma economia de baixo carbono, teve lugar nos dias 9 e 10 de maio, o evento final que juntou todas as entidades parceiras, stakeholders e escolas de Portugal, Espanha, França e Gibraltar, com a presença de cerca de 150 participantes.

ESTeSL acolheu evento final do projeto Interreg Sudoe ClimACT

No primeiro dia do evento, que teve lugar da ESTeSL, houve comunicações asseguradas pelos elementos representantes das entidades beneficiárias e membros da equipa técnica, distribuídas pelas várias sessões (ferramentas para a gestão de energia nas escolas; boas práticas em escolas baixo carbono; educação para sustentabilidade; e soluções baixo carbono), assim como comunicações de várias entidades convidadas a partilhar a sua experiência, conhecimento e competência nas temáticas do projeto.

Paralelamente, os estudantes das escolas integrantes no projeto, tiveram a oportunidade de participar em workshops temáticos (dança, teatro, cenários e música), que serviram de base para a performance final deste primeiro dia de trabalhos, que contou ainda com Filipe Pinto, músico, compositor e intérprete que partilhou o palco com os cerca de 70 estudantes. No fim das sessões em auditório, houve ainda lugar para uma visita a algumas das zonas características do Parque das Nações e desconhecidas para a generalidade dos participantes estrangeiros.

O segundo dia foi passado no Parque Urbano de Santa Iria da Azóia, Loures, onde as escolas dos países participantes partilharam algumas das suas experiências dos três anos de projeto e onde tiveram ainda a oportunidade de participar em várias atividades temáticas.

Muito do sucesso que foi reconhecido ao evento final do projeto Interreg Sudoe ClimACT, deve-se também à nossa Presidência, que desde o primeiro momento se mostrou disponível para acolher na ESTeSL este evento. Igualmente importante foi todo o contributo dos estudantes da ESTeSL que se voluntariaram para trabalhar afincadamente para o sucesso desta iniciativa, nomeadamente: Catarina Anastácio, Diana Narciso, Eduarda Rodrigues, Fabiana Clérigo, Inês Andrade, Inês César, Irene Morais, João Anjos, Mariami Gasviani, Marta Amaral, Pedro Pena e Sandra Ferreira.

Para terminar, deixamos também um agradecimento sentido à Carla Marques, representante dos Serviços de Ação Social do Instituto Politécnico de Lisboa no Conselho Eco-Escolas/Comissão Baixo Carbono, que em muito contribuiu para a ementa vegetariana e ovolactovegetariana disponibilizada a todos os participantes.

Muito obrigado a tod@s!

 

A celebração da Hora do Planeta 2019 é já amanhã…

Hora do Planeta 2019

Hora do Planeta é a maior iniciativa à escala mundial de luta contra as alterações climáticas, que pretende envolver Cidadãos Comuns, Governos, Organizações e Empresas numa ação conjunta para sensibilizar os menos atentos para os efeitos do aquecimento global. Contudo, importa garantir que cada um de nós, individualmente, assume também um papel relevante e atue!

Hora do Planeta 2019, o momento em que as luzes se apagarão durante 60 minutos num ato simbólico de preocupação ambiental, que começa na Austrália e irá percorrer todo o planeta, terá lugar no dia 24 de março, entre as 20h30m e as 21h30m, e o desafio este ano vai para além da simples adesão institucional.

Este ano, no decurso da Hora do Planeta, irá ter lugar na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) o III São Gregório – Festival de Tunas Masculinas da ESTeSL, onde se celebra o vigésimo primeiro aniversário da EST’eS La Tuna Masculina, Tuna Masculina da ESTeSL e por razões óbvias, esperemos que os nossos tunantes não se apaguem!

III São Gregório – Festival de Tunas Masculinas da ESTeSL

Ficaremos à espera que a nossa EST’eS La Tuna Masculina dedique uma das suas música ao Planeta, tal como fizeram todas as tunas participantes em 2015 (ver  A nossa Hora do Planeta foi “cantada”ArquitecTuna; TUCATAPCE – UNL; e Tuna Médica de Lisboa)

Que este seja em evento de sucesso e que a Hora do Planeta “ilumine” todas as atuações. Vai tuna…

O projeto Interreg Sudoe ClimACT é novamente finalista! Desta vez falamos do “Interreg Talks: 6 projects, 1 Slam“.

Para além dos três prémios que serão atribuídos no decurso da EURegionsWeek 2018, e onde o projeto ClimACT marcará presença em Bruxelas, de 8 a 10 de outubro para a sua apresentação pública, existe ainda um “Social Media Award”, onde o vencedor será o que angariar mais votos (likes) no respetivo vídeo.

Para votar, basta “gostar” no vídeo incorporado em baixo e dessa forma estaremos também a valorizar todo o trabalho que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) tem vindo a fazer no âmbito do programa Eco-Escolas e do projeto ClimACT. O desafio é votar e partilhar…

In the framework of the #EURegionsWeek 2018, a specific session “Interreg Talks: 6 projects, 1 Slam”, will be organised by Interact and the European Commission (DG REGIO) as the new edition of the Project Slam.

The Slam is part of the capitalisation work implemented by Interact, where the ‘Interreg Talks’ are a series of events aimed at promoting innovative communication approaches related to capitalisation of Interreg results. Specific thematic ‘Talks’ have been organised in the fields identified for Interact capitalisation networks over the past years (Migration, Climate Change, etc.).

The ‘Interreg Talks’ also aim at demonstrating how Interreg works and how its cooperation model could be enlarged/transferred. The Interreg Talks are, by their nature, targeted at stakeholders and audiences other than Interreg practitioners.

For the 2018 edition, Interact has applied to the ‘European Week of Regions and Cities’ (#EURegionsWeek) in order to present a new experience of project slam, by making Interreg results more visible to the targets and audience of this major event. The 1,5-hour slot for this year’s Slam is scheduled during the EURegionsWeek 2018. The Project Slam session will present high impact Interreg projects (see pre-selection criteria detailed below) in an entertaining and easy way to the audience attending the EURegionsWeek.

For this Project Slam a nomination process is open to Interreg Programmes (including Interreg – IPA CBC and ENI Programmes) and its main goal is to identify good projects and results to be showcased by the voice of their protagonists. These projects need to have a high communication power and attractiveness for relevant stakeholders and the audience of the event. The language used must be English, and provided the message is clearly understandable, of course, regional/national accents – the DNA of our diversity – are most welcome.

Foi ontem, dia 28 de agosto, e à laia de rentrée do novo ano académico, que a  Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) marcou presença na rubrica “Vida Verde” do programa “Manhãs na TV“, com a participação do professor Vítor Manteigas.

Nesta que foi a quarta edição da “Vida Verde”, o projeto Interreg Sudoe ClimACT, o seu contributo para uma economia de baixo carbono e o combate às alterações climáticas, foi o tema de conversa.

Relembramos que o projeto Interreg Sudoe ClimACT é finalista dos RegioStars Awards 2018. Os prémios RegioStars identificam boas práticas no desenvolvimento regional e destacam projetos originais e inovadores que são interessantes e inspiradores para outras regiões e o vosso voto pode fazer a diferença. Podem votar AQUI!

Muito obrigado a toda a equipa do “Manhãs na TV”, nas pessoas do Ricardo Lourenço e da Fátima Nunes, por continuarem a apostar na participação do “Eco-Escolas ESTeSL” na rubrica “Vida Verde”.

O projeto ClimACT é finalista dos RegioStars Awards 2018... VOTA!O projeto Interreg Sudoe ClimACT, projeto que integra a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) enquanto escola-piloto e cuja metodologia a ESTeSL tem vindo a aplicar no decurso dos últimos anos, associado ao programa Eco-Escolas, é finalista dos RegioStars Awards 2018 e o vosso voto pode fazer a diferença (clicar na imagem para votar).

Os prémios RegioStars identificam boas práticas no desenvolvimento regional e destacam projetos originais e inovadores que são interessantes e inspiradores para outras regiões.

Das cerca de 102 candidaturas apresentadas ao RegioStars Awards 2018, um júri especializado está a trabalhar na determinação do melhor projeto por categoria, com base no mérito referente à inovação, impacto, sustentabilidade e parcerias, mas o projeto que receber mais votos irá receber o Public Choice Award!

O desafio que agora vos lançamos é que votem no “nosso” projeto. A votação para o projeto ClimACT, na categoria “alcançar a sustentabilidade através de baixas emissões de carbono”, decorre até à meia-noite do dia 7 de outubro e podem votar várias vezes (ao dia!).  Contamos convosco… VOTEM!

O Humans of Sudoe, um projeto de testemunhos cujo primeiro objetivo é recolher as experiências daqueles que usufruem e estão implicados nos projetos financiados através do Programa Interreg Sudoe, ilustrando como estes contribuem para a melhoria do dia-a-dia, criando dessa forma um reportório de testemunhos na primeira pessoa, relativo à construção de uma Europa por e para os cidadãos, recebeu o contributo do professor Vítor Manteigas, docente da área de Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL), coordenador dos programas Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente e coordenador Baixo Carbono, no âmbito do projeto  Interreg Sudoe ClimACT.

A participação da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) enquanto escola-piloto do projeto ClimACT, levou-me a assumir as funções de coordenador Baixo Carbono, sendo o elemento de ligação da escola com a equipa técnica do projeto.
Com o projeto ClimACT tenho tido a oportunidade de, em conjunto com a comunidade académica, incluindo docentes, não docente e estudantes, identificar situações que têm melhorado o desempenho ambiental e energético da ESTeSL, contribuindo significativamente para a redução das emissões de carbono. Esta minha participação no projeto ClimACT possibilitou-me ainda o trabalho em rede com outras escolas de Portugal, Espanha, França e Gibraltar, onde a partilha de experiências tem passado por momentos únicos de aprendizagem. O ClimACT tem contribuído para a aquisição de conhecimentos e competências que tenho vindo aplicar no âmbito do programa Eco-Escolas, do qual sou coordenador, e naquelas que são minhas atividades enquanto professor de Saúde Ambiental. Tem-se tornado mais interessante e motivador abordar as questões energéticas e, naturalmente, as questões ambientais e relacioná-las com a saúde.

ClimACT é um projeto financiado no âmbito do Programa Interreg Sudoe 2014-2020. Através da gestão energética inteligente, as energias renováveis e a alteração de comportamentos, ClimACT melhora a eficiência energética dos edifícios escolares. Também realiza atividades formativas para sensibilizar os estudantes sobre a importância da economia baixa em carbono.

ClimACT… http://www.climact.net

A Associação Bandeira Azul da Europa convida toda a comunidade Eco-Escolas a votar no(s) poster(es) Eco-Código que mais forem do vosso agrado para que, em cada escalão, os que vierem a ter mais mais “LIKES” sejam premiados com o Prémio Comunidade Virtual.

A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL), sendo escola-piloto do projeto Interreg Sudoe ClimACT, tem a concurso um poster com o seu Código Climático e o vosso “voto” pode fazer a diferença.

Para poderem contribuir para o sucesso do Código Climático da ESTeSL neste desafio na comunidade virtual, basta terem um perfil registado no Facebook e, depois de acederem ao nosso poster Eco-Código e Código Climático (clicar AQUI), deixar o vosso “LIKE”. Em alternativa poderão “GOSTAR” fazendo uso da imagem incorporada nesta publicação.

Contamos convosco!

Para a realização do projeto submetido ao Concurso Nacional Poster Eco-Código / Código Climático 2018, foi proposto a um grupo específico de estudantes que, no âmbito do Programa Eco-Escolas e unidade curricular de Estágio em Saúde Ambiental I e, em conjunto com o professor responsável, a elaboração de um póster Código Climático em que estivessem contemplados os temas-base no âmbito do projeto Interreg Sudoe ClimACT (água, resíduos, energia, espaços verdes/floresta, mobilidade e compromisso verde) e pelo menos um dos temas facultativos (alimentação saudável e sustentável), indo de encontro também ao Plano de Ação previamente definido.

Foi pedido a cada um dos membros da Comissão Baixo Carbono que, com a colaboração dos colegas dos respetivos cursos de licenciatura (no caso dos estudantes), sugerissem frases tendo em conta os pressupostos anteriores, visando a criação ou alteração de atitudes e comportamentos conducentes à melhoria do ambiente tanto na escola como em casa. As inúmeras frases propostas foram sujeitas a votação e seriação, das quais resultaram as apresentadas no poster.

Este ano, e de forma a garantir uma vinculação efetiva ao projeto Interreg Sudoe ClimACT, optou-se por fazer-se uso da imagem do projeto, depois da devida autorização por parte de equipa coordenadora. Ambas as etapas foram realizadas sob orientação do professor responsável pelo grupo de trabalho e coordenador Eco-Escolas/Baixo Carbono, e sendo igualmente sujeita à “ratificação” dos elementos do Conselho Eco-Escolas/Comissão Baixo Carbono.




Introduza o seu e-mail


Maio 2019
S T Q Q S S D
« Abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Categorias