Archive for the ‘Energia’ Category

Será já no próximo dia 22 de maio, pelas 15h00m, na sala 1.5 da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), que teremos o privilégio de ter entre nós a Ana Pereira, da Cenas a Pedal, que nos irá colocar algumas perguntas pertinentes e às quais urge responder.

Numa parceria entre a ESTeSL, a Cenas a Pedal e a BiciCultura, convidamos toda a comunidade académica a assistir à palestra Trocar o carro pela bicicleta… elétrica?.

Vem saber porquê, como e quando trocar o carro pela bicicleta (elétrica ou não!), fazendo com que as tuas deslocações casa/escola se tornem a parte mais “fixe” do teu dia.

Imediatamente a seguir à palestra, vem connosco até à Praça da Saúde e participa numa mini-aula prática. Contamos convosco…
Esta será uma atividade que se espera seja a primeira de muitas desenvolvidas com estes parceiros de excelência, dando continuidade ao trabalho que temos vindo a desenvolver no âmbito do Programa Eco-Escolas e do projeto Interreg Sudoe ClimACT, rumo a uma economia de baixo carbono.

Relembramos que às 17 horas poderás dar continuidade a uma tarde de promoção da mobilidade suave, acompanhando-nos a pé, ou de bicicleta, na ESTeSLa Caminhada pela Biodiversidade.

A partir de abril, até ao fim do ano letivo, e associado aos Global Action Days, toda a comunidade académica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) é desafiada a usar as escadas em vez do elevador. Esta é uma forma de promover hábitos saudáveis, como o exercício físico, e ajudar a escola a dar continuidade ao seu trabalho, rumo a uma economia de baixo carbono.

Faça a melhor escolha, vá pelas escadas!

Tendo por base a campanha da Direção-Geral da Saúde, “Faça a melhor escolha, vá pelas Escadas”, e fazendo uso dos respetivos materiais de comunicação que foram colocados junto aos elevadores, em todos os pisos da ESTeSL-IPL, e nas portas de acesso às escadas de serviço, toda a comunidade académica da escola é “convidada” a fazer uso das escadas, em detrimento do elevador.

Campanha “Faça a melhor escolha, vá pelas Escadas”

Portugal tal como outros países Europeus tem vindo a dar cada vez mais importância a atividades que melhorarem a condição física e promovam a saúde da sua população.

Através desta campanha visa-se promover uma interação próxima com a população com o objetivo do reconhecimento das vantagens da adoção de comportamentos fisicamente ativos, em concreto, incentivar a população para a utilização de escadas ao invés de meios mecânicos.

O objetivo geral é a sensibilização das pessoas para os benefícios para a saúde da utilização de escadas em detrimento dos meios mecânicos.

Aderir a esta campanha será benéfico para a sua saúde e para a grande maioria da população. No entanto, antes de decidir utilizar as escadas em vez dos meios mecânicos (elevador, escada, rampa ou tapete rolante) conheça os benefícios e as situações que podem contraindicar essa prática.

As celebrações do trigésimo sétimo aniversário da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) terminaram na passada sexta-feira com o evento “Encontros com a Ciência na ESTeSL”, promovido pelo Conselho Técnico-Científico da ESTeSL, onde foi apresentado o projeto “ClimACT – Acting for the transition to a low carbon economy in schools”.

O projeto ClimACT no Encontros com a Ciência na ESTeSL

A apresentação ficou a cargo de Marta Almeida, do Instituto Superior Técnico (IST), coordenadora do projeto, e por  João Pombo e Filipe Silva, do Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ), membro do consórcio responsável pela implementação do projeto no sudoeste europeu e do qual a ESTeSL é uma das escolas piloto.

Para além da metodologia subjacente à implementação do ClimACT, foram ainda apresentados alguns dos dados decorrentes da auditoria energética e ambiental realizada na ESTeSL, assim como as tendências dos serviços de energia em edifícios e um caso de estudo de um projeto de eficiência energética, envolvendo empresas de serviços de energia e o próprio ISQ.

Posteriormente, foi também apresentado por Alice D’Onofrio, do IST, o projeto “MEDICIS – Produced radioisotope beams for medicine“.

A Hora do Planeta está quase a chegar e mais uma vez a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) não irá ficar indiferente!

Hora do Planeta 2018

Hora do Planeta é a maior iniciativa à escala mundial de luta contra as alterações climáticas, que pretende envolver Cidadãos Comuns, Governos, Organizações e Empresas numa ação conjunta para sensibilizar os menos atentos para os efeitos do aquecimento global. Contudo, importa garantir que cada um de nós, individualmente, assume também um papel relevante e atue!

Hora do Planeta 2018, o momento em que as luzes se apagarão durante 60 minutos num ato simbólico de preocupação ambiental, que começa na Austrália e irá percorrer todo o planeta, terá lugar no dia 24 de março, entre as 20h30m e as 21h30m, e o desafio este ano vai para além da simples adesão institucional.

Dia 24 de março, temos encontro marcado na ESTeSL, logo a partir das 20 horas. Venham, tragam uma vela, um amigo e calçado confortável para que possam celebrar a HORA connosco, ao RITMO DO PLANETA!

Irá ter lugar no próximo dia 23 de março, a partir das 14 horas, no Anfiteatro da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL), mais um evento associado ao Ciclo de Conferências “Encontros com a Ciência na ESTeSL”, onde será apresentado o projeto ClimACT – Acting for the transition to a low carbon economy in schools.

O projeto ClimACT no "Encontros com a Ciência na ESTeSL"

A apresentação do projeto estará a cargo de Marta Almeida, investigadora do Instituto Superior Técnico (IST) e coordenadora do ClimACT, que nos últimos anos tem dedicado a sua investigação ao desenvolvimento de ferramentas para a melhoria da qualidade do ar e para o apoio à transição para uma Economia de Baixo Carbono, sendo atualmente também coordenadora do projeto LIFE Index-Air. Contaremos ainda com a participação de João Pombo, responsável pelo Departamento de Energia no Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ), cuja atividade é focada na prestação de serviços de eficiência energética, gestão de energia e integração de energias renováveis na indústria, edifícios e transportes e na colaboração no desenvolvimento de projetos de Investigação e Desenvolvimento a nível nacional e internacional e onde, naturalmente, se enquadra o projeto ClimACT.

Posteriormente, será também apresentado o projeto MEDICIS.

Ontem, dia 26 de outubro, no Grande Auditório da Culturgest, teve lugar a apresentação do filme “An Inconveniente Sequel: Truth of Power” de Al Gore, Nobel da Paz, e a Eco-Escola ESTeSL esteve lá!

Para quem já viu “Uma Verdade Inconveniente“, esta é uma sequela a não perder e que certamente, muito em breve, teremos oportunidade de mostrar, numa sessão aberta para toda a comunidade académica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL).

Se é verdade que o filme é muito centrado na figura de Al Gore e do pretenso papel que este terá tido para o desfecho da COP21 em Paris (ver COP21 ou a Conferência das Nações Unidas para as Alterações Climáticas e I DO BELIEVE!… #COP21), uma coisa é inegável: nesta sequela vêm-se confirmados alguns dos cenários já previstos há dez anos atrás e o reconhecimento de que estamos, de facto, a vivenciar o fenómeno das alterações climáticas. Este é, aliás, um fenómeno que urge combater…

Seja inconveniente e convença a sua universidade a mudar para energia 100% renovável

Apesar de haver ainda quem não reconheça a mais-valia do Programa Eco-Escolas porque, aparentemente, não representa proveitos diretos para as organizações (entenda-se escolas), a verdade é que os benefícios indiretos tendem a ser relevantes, porquanto, e a título meramente ilustrativo, são as escolas (desde o ensino básico ao ensino superior) que estão a formar os futuros “Al Gores”, os futuros “Donalds Trumpes”, os futuros “Justines Trudeaux” e os futuros “Joões Fernandes” (deduzimos saberem a quem nos referimos), razão pela qual, só por si, justifica estarmos a implementar o Programa Eco-Escolas e o projeto Interreg Sudoe ClimACT.

No fim desta “verdade inconveniente”, Al Gore deixa-nos o desafio para sermos inconvenientes e atribui-nos a tarefa de convencermos a nossa escola, a nossa universidade, a nossa empresa e a nossa cidade a mudarem para energias 100% renováveis, apostando claramente na mitigação e garantindo, dessa forma, uma redução substancial da emissão de gases com efeito de estufa.

Na próxima sessão das “Conversas na Aldeia Global“, dedicadas ao caminho para um futuro sustentável e à Agenda 2030, que terá lugar já amanhã, dia 14 de setembro, às 21h30m, no Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras, com moderação de Vasco Trigo, Luísa Schmidt irá falar sobre “Ambientes de Mudança

Conversas na Aldeia Global | Futuro Sustentável: Ambientes de Mudança, com Luísa Schmidt

Pretende-se discutir em que medida estão a surgir «Ambientes de Mudança» e com enfoque nas nove áreas do ambiente abordadas no seu mais recente livro — águas, resíduos, ar, alterações climáticas, energia, território, conservação da Natureza, mar e cidadania.

Numa perspetiva ambiental, recuperam-se alguns dos problemas que compõem as agendas nacionais e internacionais e de difícil resolução, caso dos grandes incêndios deste verão que cíclica e tragicamente devastam o país, da poluição dos rios, da ocupação do litoral ou da suburbanização imparável.

Luisa Schmidt é investigadora no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, onde leciona e desenvolve vários projetos que articulam ciências sociais e ambiente. Membro do Conselho Nacional de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e do European  Environment Advisory Council. Faz parte do núcleo de fundadores do OBSERVA: Observatório de Ambiente, Sociedade e Opinião Pública. É autora da série televisiva «Portugal, um Retrato Ambiental» e de diversos livros na área do ambiente. Com a coluna «Qualidade Devida» que mantém no Jornal Expresso desde 1990, tem contribuído para a divulgação e debate dos problemas ambientais.




Introduza o seu e-mail


Maio 2018
S T Q Q S S D
« Abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias
Parceiros