Archive for the ‘Educação Ambiental’ Category

Segundo informação veiculada no Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos 2018, o ciclo hídrico mundial está a intensificar-se devido às alterações climáticas, com a tendência de regiões já húmidas ou secas apresentarem situações cada vez mais extremas. Atualmente, estima-se que 3,6 mil milhões de pessoas (quase metade da população mundial) vivem em áreas que apresentam uma potencial escassez de água por pelo menos um mês por ano, e essa população poderá aumentar para algo entre 4,8 mil milhões e 5,7 mil milhões até 2050.

Dia Mundial da Água
Hoje, na celebração do Dia Mundial da Água, deixamos a sugestão do filme “A Civel Action”, que alude às implicações da contaminação da água e que se baseia em factos verídicos.

Hoje, dia 22 de fevereiro de 2019, teve lugar mais uma reunião do Conselho Eco-Escolas. Desta vez, e ao contrário do que é hábito, a reunião teve lugar nas instalações do Polo Artur Ravara da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (ESEL). Na verdade tratou-se da primeira reunião do Conselho Eco-Escolas da ESEL que está a implementar a metodologia dos 7 passos subjacente ao Programa Eco-Escolas e a desenvolver trabalho para garantir a conquista daquela que será a sua primeira Bandeira Verde.

Eco-Escola ESEL

Considerando a partilha de espaços comuns entre a ESEL e a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL), desde o ano letivo 2010/2011 que a ESEL se faz representar no Conselho Eco-Escolas da ESTeSL pela professora Filomena de Sousa. Este ano, e para efeitos de constituição do conselho Eco-Escolas da ESEL, a ESTeSL foi convidada a fazer-se representar, cabendo esse papel ao professor Vítor Manteigas.

Nesta primeira reunião, onde foi apresentada a metodologia do Programa, foram já abordadas algumas atividades a integrar no Plano de Ação, sendo que algumas delas poderão vir a ser desenvolvidas em conjunto pelas comunidades académicas das duas instituições.

A concretizar-se a efetiva implementação do Programa Eco-Escolas e o posterior reconhecimento do trabalho desenvolvido pela ESEL, com a atribuição da respetiva Bandeira Verde, estão criadas as condições para que num futuro próximo possamos falar do Eco-Campus “Parque das Nações”.

Desejamos muito sucesso aos nossos parceiros, nesta aventura que agora se inicia, rumo a um futuro comum que se quer mais sustentável.

Teve lugar no passado dia 12 de novembro de 2018, no Auditório da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) uma sessão relativa ao Novo Verde Packaging Universities Award’18, promovido pela Novo Verde – Sociedade Gestora de Resíduos de Embalagens, e que contou com mais de cinquenta participantes, estudantes, docentes e não docentes da ESTeSL e representantes de alguns municípios do distrito de Lisboa.

Sessão Novo Verde Packaging Universities Award'18

O primeiro painel, que teve a moderação da vice-presidente da ESTeSL e conselheira Eco-Escolas/Comissão Baixo Carbono, professora Graça Andrade, contou com a presença de: (i)  Vítor Manteigas, coordenador do Programa Eco-Escolas e da Comissão Baixo Carbono na ESTeSL; (ii) Judite Leal, responsável de Comunicação e Sensibilização da Valorsul; (iii) Mafalda Mota, chefe da Divisão de Fluxos Específicos e Mercados de Resíduos da Agência Portuguesa do Ambiente; e (iv) Carla Pinto, Diretora de Serviços da Sustentabilidade Empresarial da Direção-Geral das Atividade Económicas.

Depois de uma breve interrupção, onde se criaram condições para novas parcerias entre as entidades  presentes, os trabalhos continuaram com Filipa Moita, responsável de Comunicação e Sensibilização da Novo Verde e da ERP Portugal e com Margarida Gomes, Coordenadora Técnico-Pedagógica da Associação Bandeira Azul da Europa/Programa Eco-Escolas.

Este foi um evento de particular relevância, onde a Economia Circular e o papel dos plásticos associados a este conceito deram o mote aos trabalhos. O evento terminou com uma sessão de perguntas e respostas e onde, naturalmente, a candidatura da ESTeSL ao concurso Novo Verde Packaging Universities Award’18 acabou por ser abordado.

Foi no passado dia 19 de novembro que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) celebrou o “Dia Mundial do Não Fumador”, num evento associado ao Global Action Days e à Semana Europeia da Prevenção de Resíduos.

Atividade do Dia Mundial do Não Fumador na ESTeSL integrada na Semana Europeia da Prevenção de Resíduos e nos Global Action Days

O evento, numa organização conjunta da ESTeSL e da AEESTeSL, integrado nas atividades do Dia Mundial do Não Fumador, que se comemorou no dia 17 de novembro, procurou sensibilizar a comunidade académica e a população do Parque das Nações para as implicações dos hábitos tabágicos. Durante o período da manhã foi realizada uma palestra intitulada “Deixar de fumar! Como orientar? Como motivar?”, pela docente da ESTeSL, especialista em Cardiopneumologia-Fisiologia Clínica e investigadora na área da prevenção e cessação tabágica, professora Hermínia Dias. Durante a tarde, dezenas de estudantes que se voluntariaram, acompanhados por funcionários docentes e não docentes da ESTeSL, assim como por Alberto Carrolo, fiscal da área da gestão urbana  da Junta de Freguesia do Parque das Nações,  recolheram do chão uma quantidade significativa de “beatas”, no troço entre a ESTeSL e a Gare do Oriente, no Parque das Nações. 

Esta iniciativa, que se insere nas atividades de integração dos novos estudantes, contou com o apoio do Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo (PNPCT) da Direção Geral da Saúde (DGS), da Junta de Freguesia do Parque das Nações, da Missão Beatão e da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

Os resíduos recolhidos, cerca de 60 litros (aproximadamente 20000 beatas), serão entregues à Missão Beatão, para que sejam objeto de valorização energética.

Muito obrigado a todos os participantes e não se esqueçam… não fumem!
Fumando, sejam fumadores responsáveis. Beatas no chão, NÃO!

WINNERS at "Interreg Talks 6 Projects, 1 Slam", during European Week of Regions & Cities

No decurso desta semana, a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) marcou presença na European Week of Regions and Cities (EURegionsWeek), que teve lugar em Bruxelas, na Bélgica, nos dias 8, 9 e 10 de outubro. Esta presença decorreu da participação da estudante Inês César (membro do Conselho Eco-Escolas e da Comissão Baixo Carbono), onde representou os estudantes portugueses associados ao projeto Interreg Sudoe ClimACT, enquanto estudante do ensino superior.

O ClimACT estava nomeado para os RegioStars e para o “Interreg Talks: 6 projects, 1 slam”, tendo sido um dos vencedores no Project Slam do Interreg Talks, onde foram apresentados todos os projetos finalistas.

A apresentação do ClimACT ficou a cargo de um grupo de estudantes das escolas participantes (onde se inclui a ESTeSL), representantes de Portugal, França, Espanha e Gibraltar, e que foram acompanhados nesta missão por alguns professores e parceiros do projeto.

Esta vitória, decorre do trabalho de uma equipa maior, constituída por estudantes (e respetivas famílias), docentes e não docentes, toda a comunidade académica e comunidade envolvente das quase quarenta escolas ClimACT, assim como do trabalho exaustivo de todos os parceiros (universidades, autarquias, empresas, centros de investigação, organizações não governamentais e outras).

Este é o caminho que perspetiva fazer e que começa agora, nas escolas, rumo a uma economia de baixo carbono, que urge alcançar.

Muitos parabéns a TODOS!

Muitos parabéns às estudantes Jéssica Moreira, Margarida Mossâmedes, Susana Camala e Suazilene Sacramento, do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) pelo trabalho submetido ao ISWA Video Award 2018, promovido pela International Solid Waste Association (ISWA), e que acabou por conquistar o segundo lugar deste concurso internacional.

De entre os 32 trabalhos submetidos, representantes de 18 países (África do Sul, Austrália, Áustria, Estados Unidos da América, Filipinas, Finlândia, França, Grécia, Hungria, India, Indonésia, Itália, Malásia, Nigéria, Portugal, Reino Unido, Singapura e Vietnam), as estudantes da ESTeSL acabaram por garantir o segundo lugar. Para além do segundo lugar conquistado por Portugal, importa salientar o facto do trabalho ter sido realizado sem grandes conhecimentos de recolha e edição de imagem, dando-se destaque à mensagem que se pretendia transmitir. O primeiro lugar foi conquistado por um trabalho das Filipinas e o terceiro lugar foi atribuído a um trabalho da Grécia.

O vídeo foi submetido a título individual e sem associação à ESTeSL, conforme as regras ditavam, mas resultou de um trabalho conjunto desenvolvido no âmbito da unidade curricular de Gestão de Resíduos II, sob orientação do professor Vítor Manteigas. Muitos parabéns a TODOS os estudantes que, independentemente do curso, e para além das vencedoras, têm vindo a realizar trabalhos que de algum modo temos conseguido associar ao programa Eco-Escolas e ao projeto Interreg Sudoe ClimACT. Parabéns!!

The theme of this year’s award is “What Happens to my Waste?”

The ISWA Video Award is an online short video competition. Whether documentary, fiction, animation or a combination thereof – the decision about the film genre as well as the technical realisation is left up to the contestant. Only the length of the film is specified. The video must be minimum 30 seconds and should not exceed a total duration of 80 seconds.

Este vídeo tem como objetivo referir os riscos associados ao abandono de resíduos de plástico no ambiente, que apresentam um crescente perigo para este e, consequentemente, para a saúde pública. Muitas vezes, o destino final destes resíduos é o oceano e o seu longo período de degradação afeta a fauna e a flora. Pretendemos descrever o percurso de uma tampa de plástico de uma forma direta e simples, desde o momento em que é lançada para o chão até chegar ao oceano, percorrendo entretanto vários locais do mundo. Um ato tão simples e tão breve pode ter consequências devastadoras ao longo do tempo. O plástico tem um impacto negativo se não for encaminhado para tratamento adequado.

A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) voltou a marcar presença na rubrica “Vida Verde” do programa “Manhãs na TV”, com a participação do professor Vítor Manteigas, coordenador dos programas Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente e coordenador Baixo Carbono, no âmbito do projeto Interreg Sudoe ClimACT.

Nesta terceira participação, o tema de conversa foi o Programa Eco-Escolas, tendo-se feito alusão aos sete passos associados à metodologia, assim como a alguma da história das Eco-Escolas em Portugal e no mundo, não deixando de se referir aquela que é a sua implementação nos diferentes níveis de ensino e as mais-valias daí decorrentes.

Muito obrigado a toda a equipa do “Manhãs na TV”, nas pessoas do Ricardo Lourenço e da Fátima Nunes, por continuarem a apostar na participação do “Eco-Escolas ESTeSL” na rubrica “Vida Verde”.




Introduza o seu e-mail


Março 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Categorias