Archive for the ‘Eco-Repórter da Energia’ Category

Foi ontem, dia 30 de setembro de 2016, que uma comitiva da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), da qual faziam parte docentes, não docentes e estudantes, representando toda a comunidade académica, rumou a Aveiro para participar em mais um Dia das Bandeiras Verdes e ali receber o seu sexto galardão Eco-Escolas, a Bandeira Verde. As escolas galardoadas foram cerca de mil e duzentas e a ESTeSL foi uma delas, continuando a ser uma das poucas instituições de ensino superior a ser reconhecida enquanto Eco-Escola, sendo que as doze instituições de ensino superior inscritas este ano, representam apenas 1% do total de estabelecimentos de ensino que almejam a Bandeira Verde.

Dia das Bandeiras Verdes 2016

Durante toda a manhã, a ESTeSL foi responsável por, em conjunto com a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra e a Escola Superior de Saúde do Porto, dinamizar uma atividade de fotografia criativa que garantiu animação aos milhares de participantes no Dia das Bandeiras Verdes.

Muito do trabalho desenvolvido ao longo do ano, e que culminou com este reconhecimento, foi da responsabilidade de estudantes e docentes de Saúde Ambiental, tendo-se recebido ainda os prémios correspondentes aos lugares conseguidos nos projetos/desafios:

Depois da atuação dos Xutos & Pontapés, o momento mais esperado do dia teve lugar quando o estudante Daniel Parreira, um dos representante dos estudantes de Saúde Ambiental no Conselho Eco-Escolas, recebeu, em nome da ESTeSL, a Bandeira Verde.

A delegação da ESTeSL que se deslocou a Aveiro em carpool, regressou a Lisboa já no fim do dia e trouxe na bagagem a sexta Bandeira Verde, perspetivando-se para breve o seu hastear na Praça da Saúde.

Parabéns a toda a comunidade académica, em especial ao Conselho Eco-Escolas e à equipa de docentes e estudantes de Saúde Ambiental que têm vindo a contribuir de forma inegável para uma educação ambiental para a sustentabilidade, de mérito, na ESTeSL.

Atribuição do galardão Bandeira Verde Eco-Escolas 2016

Apesar da informação já ter sido disponibilizada há alguns dias no portal da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), foi durante esta manhã que a notícia de que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) foi novamente reconhecida enquanto Eco-Escola, assim como o convite para que possamos vir a receber a respetiva Bandeira Verde, nos chegou formalmente.

Foi no “longínquo” ano letivo de 2010/2011 que a ESTeSL garantiu a atribuição da sua primeira Bandeira Verde e este ano conseguiu-se, pelo sexto ano consecutivo, conquistar mais um galardão que iremos receber no Encontro Nacional “Dia das Bandeiras Verdes”. Este ano, no dia 30 de setembro, rumaremos a Aveiro.

A atribuição deste sexto galardão vem reconhecer, mais uma vez, o trabalho meritório que temos vindo a desenvolver ao longo destes anos, em prol de uma educação para a sustentabilidade, de qualidade, e que este ano foi também, à semelhança dos anos anteriores, objeto da atribuição de vários prémios (ver “Self(ie) REEEsponsability” premiada na Geração Depositrão e   Trabalho sobre os consumos energéticos na ESTeSL premiado no Eco-Repórter da Energia).

Parabéns a toda a comunidade académica da ESTeSL e aos membros do conselho Eco-Escolas e um agradecimento especial a todos os parceiros que desde 2010 têm contribuído para a concretização deste sonho.

Caros colegas

Estão a receber este email porque a vossa escola foi galardoada com a Bandeira Verde Eco-Escolas 2016!
Em primeiro lugar, os nossos parabéns por todo o trabalho desenvolvido por professores, alunos, direção, técnicos de educação e auxiliares, pais e encarregados de educação, autarquia e restantes envolvidos, que ajudaram a construir este galardão, e que diariamente colaboram para uma escola e comunidade  mais sustentáveis.

Foi no âmbito da unidade curricular de Saúde Ambiental do primeiro ano do Curso de Licenciatura em Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), que as estudantes Ana Rita Marques, Feliciana Camoço, Marta Silva e Susana Camala, realizaram um trabalho em formato de vídeo-reportagem onde são abordados os consumos energéticos na escola e apresentadas algumas das medidas que têm vindo a ser assumidas de forma a minimizar os respetivos consumos.

O trabalho “CONSUMOS ENERGÉTICOS… conhecer e melhorar as práticas da ESTeSL“, que contou com a colaboração da Dra. Ana Sabino, responsável pelo Serviço de Instalações, Infra-Estruturas e Equipamentos da ESTeSL, foi submetido ao Eco-Repórter da Energia (um concurso inserido no Programa Eco-Escolas), tendo garantido o terceiro lugar a nível nacional.

Parabéns às estudantes!

No decurso dos últimos anos, a Educação para o Desenvolvimento Sustentável tem vindo a fazer parte, de forma enfatizada e um pouco por todo o mundo, dos discursos associados ao ensino.

A Organização das Nações Unidas, ao designar o período de 2005 a 2014 como a Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável, procurou trazer à tona a necessidade dos agentes políticos e profissionais da educação encontrarem formas pelas quais a Educação para o Desenvolvimento Sustentável poderia tornar-se parte integrante da educação.

As condições do edifício e das salas de aula de uma escola, assim como os recursos existentes, e desejados no contexto do desenvolvimento sustentável, podem ser uma importante área de ação e reflexão para os estudantes.

Os edifícios escolares consomem uma parte significativa do total de energia consumida na Europa e representam mais de 12% do consumo nos edifícios do setor terciário. A fatura energética é tipicamente a segunda mais significativa, logo a seguir aos custos com o pessoal sendo por isso imperativo que as escolas desenvolvam estratégia de forma a reduzir os consumos energéticos.

Foi neste fim de semana, dias 7 e 8 de novembro, que teve lugar nas Caldas da Rainha, na Expoeste e na Escola Básica D. João II, a edição deste ano do Seminário Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente. Esta foi a terceira vez que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) marcou presença naquele evento, este ano apenas representada pelo professor Vítor Manteigas, docente da área científica de Saúde Ambiental e coordenador dos Programas Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente. Esta participação surgiu na sequência da participação da ESTeSL no desafio Eco-Repórter da Energia, e no Programa Jovens Repórteres para o Ambiente | Young Reporters for the Environment, que viria a culminar com a atribuição dos primeiro e segundo lugares no Eco-Repórter da Energia, na categoria de videorreportagem,  e de uma “Honourable Mention” no Young Reporters for the Environment, concurso internacional, também na categoria de vídeo-reportagem (ver Jovens Repórteres para o Ambiente da ESTeSL partem à descoberta do EVOA).

Os estudantes e professores participantes integraram grupos de trabalho distintos que culminaram na preparação de artigos de índole jornalístico, de fotorreportagens e de videorreportagens, associados às visitas que tiveram lugar na tarde de sábado. As visitas, realizadas em simultâneo, foram: (i) Paul de Tornada; (ii) Lagoa de Óbidos; (iii) Parque D. Carlos e Mata; (iv) Foz do Arelho e Serra do Bouro; e (v) Hospital Termal.

Jovens Repórteres ESTeSL nas Caldas da Rainha

Todos os participantes foram ainda desafiados a ser repórteres ativos onde, para além das fotografias que integraram as reportagens desenvolvidas durante o fim de semana, puderam submeter ao concurso de fotografia a decorrer durante o evento, até duas fotografias tiradas no decurso das saídas de campo. Para além da Menção Honrosa recebida em nome das estudantes Inês Ouro, Maria Inês Fernandes, Mariana Matos e Whitney Aprel, acabou por ser também uma das fotografias tiradas pelo professor Vítor Manteigas, a vencedora do concurso. Depois de Arouca (ver Eco-Repórteres ESTeSL em Arouca), esta foi a segunda vez que o prémio de melhor fotografia veio na bagagem…

Este foi um fim-de-semana intenso, de muito trabalho, muita diversão, muitas novas amizades e excelentes ideias para os desafios que se aproximam, tendo como mote a Saúde e o Ambiente. Não deixem de ver o álbum “Jovens Repórteres para o Ambiente” respeitante a esta participação e às participações nas edições anteriores.

Irá ter lugar nos próximos dias 7 e 8 de novembro, nas Caldas da Rainha, o Seminário Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente 2015.

Seminário Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente 2015A concretizar-se a participação da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), esta será a terceira vez que a ESTeSL se fará representar por um grupo de docentes e estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental que, para além de participarem nas inúmeras atividades previstas no programa, irão garantir a apresentação de posteres explicativos dos projetos desenvolvidos no ano letivo 2014/2015 e que deram origem às reportagens levadas a concurso ao Eco-Repórter da Energia 2015 (ver ESTeSL vence Eco-Repórter da Energia 2015) e Jovens Repórteres para o Ambiente 2015 (ver Conhecer o Tejo, de Vila Franca de Xira a Lisboa: um percurso de contrastes e Jovens Repórteres para o Ambiente da ESTeSL partem à descoberta do EVOA).

Está ainda prevista a entrega da Menção Honrosa referente à participação no concurso internacional do Jovens Repórteres para o Ambiente | Young Reporters for the Environment (vídeo-reportagem).

Nas edições anteriores foi assim…

Foi ontem, dia 18 de junho, que foram tornados públicos os resultados do Eco-Repórter da Energia, edição de 2015.

O Eco-Repórter da Energia, destinado às redes Eco-Escolas e Jovens Repórteres do Ambiente, desafia os jovens a investigar sobre energia e comunicar sob a forma de video-reportagens e fotorreportagens  e tem sido uma metodologia utilizada de forma recorrente pelos estudantes da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) para, no âmbito de algumas unidades curriculares, adquirirem novos conhecimentos e competências.

Este ano, e pela primeira vez, foram colocados a concurso dois trabalhos em forma de video-reportagem. Os trabalhos submetidos foram desenvolvidos por estudantes dos primeiro e terceiro anos do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da ESTeSL e que abordavam, respetivamente, a utilização de viaturas elétricas nas visitas guiadas na Tapada Nacional de Mafra (ver Sentem-se “Boas Energias” na Tapada Nacional de Mafra) e a utilização de resíduos para a produção de composto e energia na Estação de Tratamento e Valorização Orgânica da Valorsul (ver “Energias Cultiváveis” pela Valorsul).

ESTeSL vence Eco-Repórter da Energia 2015

Depois de anúncio da atribuição dos prémios para as melhores reportagem sobre energia com o apoio da Fundação EDP, temos a comunicar que a ESTeSL arrecadou o primeiro e segundo lugar na categoria de video-reportagem com as “Boas Energias” na Tapada Nacional de Mafra e com as “Energias Cultiváveis” respetivamente, sendo o terceiro ano consecutivo em que o primeiro prémio, nesta categoria e escalão, é atribuído a trabalhos desenvolvidos por estudantes de Saúde Ambiental.
Deixamos aqui os nossos parabéns a todos os estudantes e professores envolvidos, assim como um agradecimento especial aos responsáveis da Valorsul (Ana Loureiro), Tapada Nacional de Mafra (Alda Mesquita) e EcoTapada (Fábio Garcia e Luís Jacinto) que tão bem acolheram os estudantes e sem os quais estes trabalhos e prémios não teriam sido possíveis.
Parabéns!

Foi no passado fim-de-semana, nos dias 22 e 23 de novembro, que teve lugar em Torres Vedras, na Escola Profissional de Serviços e Comércio do Oeste (ESCO), a edição deste ano do Seminário Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente. Esta foi a segunda vez que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) marcou presença naquele evento, com uma comitiva composta por cinco estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental (André Falé, Catarina Machado, Fábio Garcia, Mariana Gonçalves e Orlando Neves) e dois docentes da área científica mais predominante do curso, e coordenadores do Programa Eco-Escolas na ESTeSL (professores Ana Monteiro e Vítor Manteigas). Esta participação surgiu na sequência da participação da ESTeSL no desafio Eco-Repórter da Energia, no Programa Jovens Repórteres para o Ambiente | Young Reporters for the Environment, assim como no Litter Less Campaign, que viria a culminar com a atribuição do primeiro lugar no Eco-Repórter da Energia, na categoria de vídeo-reportagem, primeiro lugar no Programa Jovens Repórteres para o Ambiente | Young Reporters for the Environment, concurso nacional e internacional, na categoria de vídeo-reportagem, e ainda primeiro e terceiro lugares no Litter Less Campaign, concurso nacional e internacional respetivamente, na categoria de fotorreportagem.

Seminário Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente (2014)

Depois da saída de Lisboa, pelas 8h00m de sábado, rumou-se até Torres Vedras em Carpool (partilha de viatura). Para além dos posteres que foram apresentados, onde se evidenciaram os projetos associados às video-reportagens sobre Carpool e Óleos Alimentares Usados, os estudantes e professores participaram em grupos de trabalho distintos que culminaram na preparação de um artigo de índole jornalística e de uma fotorreportagem, associados às visitas que tiveram lugar na tarde de sábado. As visitas, realizadas em simultâneo, foram:  (i) Área de Paisagem Protegida das Serras do Socorro e Archeira; (ii) Centro de Educação Ambiental da Câmara Municipal de Torres Vedras; (iii) Parque Eólico da Serra da Capucha; (iv) Litoral: Praia de Santa Cruz; e (v) Centro Histórico da Cidade, este último exclusivo para os professores participantes. Ao fim do dia, ainda antes do jantar, os artigos e as fotorreportagens começaram a ganhar forma para que, já no dia seguinte, viessem a ser apresentadas.

Na manhã de domingo, depois das comunicações de Ricardo Rocha (antigo Jovem Repórter para o Ambiente), Bárbara Brandão (Turismo Natureza), Patrícia Tiago (Biodiversity4All) e Tiago Carrilho (Jardim Zoológico de Lisboa), teve lugar a apresentação dos artigos e das fotorreportagens desenvolvidos ao longo do fim-de-semana.

Este foi um fim-de-semana intenso, de muito trabalho, muita diversão, muitas novas amizades e excelentes ideias para os desafios que se aproximam, tendo como mote a Saúde e o Ambiente. Não deixem de ver o álbum “Jovens Repórteres para o Ambiente” respeitante a esta participação e à participação na edição do ano passado.




Introduza o seu e-mail


Agosto 2019
S T Q Q S S D
« Jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Categorias