Archive for the ‘Desenvolvimento Sustentável’ Category

Encontro Campus Sustentável 2018Irá ter lugar no dia 27 de novembro de 2018, na Universidade de Coimbra, um encontro de trabalho entre membros convidados de comunidades académicas de instituições de Ensino Superior (IES) portuguesas que tem em vista a criação de uma rede de cooperação para a sustentabilidade dos campi (Encontro Campus Sustentável 2018).

Este encontro realiza-se na sequência do primeiro Encontro Virtual Campus Sustentável – EVCS (ver Encontro Virtual Campus Sustentável) que teve lugar no dia 12 de junho de 2018, sendo que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) foi um dos pontos focais de participação e onde a experiência da ESTeSL no âmbito do programa Eco-Escolas e do projeto Interreg Sudoe ClimACT foi evidenciada. O primeiro evento reuniu membros das comunidades de nove IES em torno do tema da gestão sustentável dos campi, nas suas múltiplas dimensões como, por exemplo, a eficiência no uso de recursos, a gestão de resíduos, a mobilidade, a formação, a investigação, a dinamização da comunidade, a interação com as comunidades envolventes e, naturalmente, a gestão da sustentabilidade. No final do EVCS os participantes decidiram unanimemente promover um encontro alargado na Universidade de Coimbra, que irá então ter lugar já na próxima semana e onde a ESTeSL se fará representar pelo professor Vítor Manteigas, coordenador Eco-Escolas e coordenador Baixo Carbono.

Foi no passado dia 19 de novembro que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) celebrou o “Dia Mundial do Não Fumador”, num evento associado ao Global Action Days e à Semana Europeia da Prevenção de Resíduos.

Atividade do Dia Mundial do Não Fumador na ESTeSL integrada na Semana Europeia da Prevenção de Resíduos e nos Global Action Days

O evento, numa organização conjunta da ESTeSL e da AEESTeSL, integrado nas atividades do Dia Mundial do Não Fumador, que se comemorou no dia 17 de novembro, procurou sensibilizar a comunidade académica e a população do Parque das Nações para as implicações dos hábitos tabágicos. Durante o período da manhã foi realizada uma palestra intitulada “Deixar de fumar! Como orientar? Como motivar?”, pela docente da ESTeSL, especialista em Cardiopneumologia-Fisiologia Clínica e investigadora na área da prevenção e cessação tabágica, professora Hermínia Dias. Durante a tarde, dezenas de estudantes que se voluntariaram, acompanhados por funcionários docentes e não docentes da ESTeSL, assim como por Alberto Carrolo, fiscal da área da gestão urbana  da Junta de Freguesia do Parque das Nações,  recolheram do chão uma quantidade significativa de “beatas”, no troço entre a ESTeSL e a Gare do Oriente, no Parque das Nações. 

Esta iniciativa, que se insere nas atividades de integração dos novos estudantes, contou com o apoio do Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo (PNPCT) da Direção Geral da Saúde (DGS), da Junta de Freguesia do Parque das Nações, da Missão Beatão e da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

Os resíduos recolhidos, cerca de 60 litros (aproximadamente 20000 beatas), serão entregues à Missão Beatão, para que sejam objeto de valorização energética.

Muito obrigado a todos os participantes e não se esqueçam… não fumem!
Fumando, sejam fumadores responsáveis. Beatas no chão, NÃO!

WINNERS at "Interreg Talks 6 Projects, 1 Slam", during European Week of Regions & Cities

No decurso desta semana, a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) marcou presença na European Week of Regions and Cities (EURegionsWeek), que teve lugar em Bruxelas, na Bélgica, nos dias 8, 9 e 10 de outubro. Esta presença decorreu da participação da estudante Inês César (membro do Conselho Eco-Escolas e da Comissão Baixo Carbono), onde representou os estudantes portugueses associados ao projeto Interreg Sudoe ClimACT, enquanto estudante do ensino superior.

O ClimACT estava nomeado para os RegioStars e para o “Interreg Talks: 6 projects, 1 slam”, tendo sido um dos vencedores no Project Slam do Interreg Talks, onde foram apresentados todos os projetos finalistas.

A apresentação do ClimACT ficou a cargo de um grupo de estudantes das escolas participantes (onde se inclui a ESTeSL), representantes de Portugal, França, Espanha e Gibraltar, e que foram acompanhados nesta missão por alguns professores e parceiros do projeto.

Esta vitória, decorre do trabalho de uma equipa maior, constituída por estudantes (e respetivas famílias), docentes e não docentes, toda a comunidade académica e comunidade envolvente das quase quarenta escolas ClimACT, assim como do trabalho exaustivo de todos os parceiros (universidades, autarquias, empresas, centros de investigação, organizações não governamentais e outras).

Este é o caminho que perspetiva fazer e que começa agora, nas escolas, rumo a uma economia de baixo carbono, que urge alcançar.

Muitos parabéns a TODOS!

No decurso da última semana, teve lugar na Universidade de Gibraltar, mais um encontro da equipa técnica do projeto Interreg Sudoe ClimACT. Desta vez, e à semelhança do que já havia ocorrido em Madrid (ver A Eco-Escola ESTeSL, entre Madrid e Lisboa…), foram criadas condições para que alguns professores representantes das escolas ClimACT de Portugal, França, Espanha e Gibraltar, acompanhados por colegas de Andorra, pudessem estreitar relações e começar a criar sinergias para aquela que será uma rede de trabalho no sudoeste da Europa.

A ESTeSL, em visita de trabalho a Gibraltar, no âmbito do projeto Interreg Sudoe ClimACT, contribui para a definição da escola do futuro

A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) fez-se representar pelo professor Vítor Manteigas (Coordenador Eco-Escolas e Coordenador Baixo Carbono) que rumou até Gibraltar, em carpool, com colaboradores do Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ), do Instituto Superior Técnico (IST), da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) e da Edigreen, membros da equipa técnica do projeto ClimACT, para participar no 5th Meeting of the Steering Commitee. A caminho, fez-se uma breve paragem em Sevilha para ali recolher mais alguns professores de Madrid e Andorra e potenciar desta forma a utilização de uma mesma viatura, concorrendo para uma mobilidade com menores emissões de carbono.

O encontro, que decorreu na Universidade de Gibraltar, nos dias 27 e 28 de setembro, teve sessões plenárias com os membros da equipa técnica e professores, assim como sessões diferenciadas onde, por um lado, foram discutidas questões associadas ao projeto e, por outro, os professores desenvolveram algum trabalho mais prático.

Por parte dos professores, e para além das visitas realizadas a algumas das escolas que em Gibraltar integram as escolas-piloto do projeto ClimACT, foram discutidas aquelas que podem ser as bases para a escola do futuro e onde a ESTeSL participou ativamente e deu a conhecer algumas das suas boas práticas.

Deixamos aqui o nosso agradecimento ao projeto Interreg Sudoe ClimACT pela oportunidade e, naturalmente, à Universidade de Gibraltar e a todos os Llanitos (Yanitos ou Janitos) – assim se designam os Gibraltinos, pela forma como nos acolheram.

O projeto Interreg Sudoe ClimACT é novamente finalista! Desta vez falamos do “Interreg Talks: 6 projects, 1 Slam“.

Para além dos três prémios que serão atribuídos no decurso da EURegionsWeek 2018, e onde o projeto ClimACT marcará presença em Bruxelas, de 8 a 10 de outubro para a sua apresentação pública, existe ainda um “Social Media Award”, onde o vencedor será o que angariar mais votos (likes) no respetivo vídeo.

Para votar, basta “gostar” no vídeo incorporado em baixo e dessa forma estaremos também a valorizar todo o trabalho que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) tem vindo a fazer no âmbito do programa Eco-Escolas e do projeto ClimACT. O desafio é votar e partilhar…

In the framework of the #EURegionsWeek 2018, a specific session “Interreg Talks: 6 projects, 1 Slam”, will be organised by Interact and the European Commission (DG REGIO) as the new edition of the Project Slam.

The Slam is part of the capitalisation work implemented by Interact, where the ‘Interreg Talks’ are a series of events aimed at promoting innovative communication approaches related to capitalisation of Interreg results. Specific thematic ‘Talks’ have been organised in the fields identified for Interact capitalisation networks over the past years (Migration, Climate Change, etc.).

The ‘Interreg Talks’ also aim at demonstrating how Interreg works and how its cooperation model could be enlarged/transferred. The Interreg Talks are, by their nature, targeted at stakeholders and audiences other than Interreg practitioners.

For the 2018 edition, Interact has applied to the ‘European Week of Regions and Cities’ (#EURegionsWeek) in order to present a new experience of project slam, by making Interreg results more visible to the targets and audience of this major event. The 1,5-hour slot for this year’s Slam is scheduled during the EURegionsWeek 2018. The Project Slam session will present high impact Interreg projects (see pre-selection criteria detailed below) in an entertaining and easy way to the audience attending the EURegionsWeek.

For this Project Slam a nomination process is open to Interreg Programmes (including Interreg – IPA CBC and ENI Programmes) and its main goal is to identify good projects and results to be showcased by the voice of their protagonists. These projects need to have a high communication power and attractiveness for relevant stakeholders and the audience of the event. The language used must be English, and provided the message is clearly understandable, of course, regional/national accents – the DNA of our diversity – are most welcome.

O projeto ClimACT é finalista dos RegioStars Awards 2018... VOTA!O projeto Interreg Sudoe ClimACT, projeto que integra a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) enquanto escola-piloto e cuja metodologia a ESTeSL tem vindo a aplicar no decurso dos últimos anos, associado ao programa Eco-Escolas, é finalista dos RegioStars Awards 2018 e o vosso voto pode fazer a diferença (clicar na imagem para votar).

Os prémios RegioStars identificam boas práticas no desenvolvimento regional e destacam projetos originais e inovadores que são interessantes e inspiradores para outras regiões.

Das cerca de 102 candidaturas apresentadas ao RegioStars Awards 2018, um júri especializado está a trabalhar na determinação do melhor projeto por categoria, com base no mérito referente à inovação, impacto, sustentabilidade e parcerias, mas o projeto que receber mais votos irá receber o Public Choice Award!

O desafio que agora vos lançamos é que votem no “nosso” projeto. A votação para o projeto ClimACT, na categoria “alcançar a sustentabilidade através de baixas emissões de carbono”, decorre até à meia-noite do dia 7 de outubro e podem votar várias vezes (ao dia!).  Contamos convosco… VOTEM!

O Humans of Sudoe, um projeto de testemunhos cujo primeiro objetivo é recolher as experiências daqueles que usufruem e estão implicados nos projetos financiados através do Programa Interreg Sudoe, ilustrando como estes contribuem para a melhoria do dia-a-dia, criando dessa forma um reportório de testemunhos na primeira pessoa, relativo à construção de uma Europa por e para os cidadãos, recebeu o contributo do professor Vítor Manteigas, docente da área de Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL), coordenador dos programas Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente e coordenador Baixo Carbono, no âmbito do projeto  Interreg Sudoe ClimACT.

A participação da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) enquanto escola-piloto do projeto ClimACT, levou-me a assumir as funções de coordenador Baixo Carbono, sendo o elemento de ligação da escola com a equipa técnica do projeto.
Com o projeto ClimACT tenho tido a oportunidade de, em conjunto com a comunidade académica, incluindo docentes, não docente e estudantes, identificar situações que têm melhorado o desempenho ambiental e energético da ESTeSL, contribuindo significativamente para a redução das emissões de carbono. Esta minha participação no projeto ClimACT possibilitou-me ainda o trabalho em rede com outras escolas de Portugal, Espanha, França e Gibraltar, onde a partilha de experiências tem passado por momentos únicos de aprendizagem. O ClimACT tem contribuído para a aquisição de conhecimentos e competências que tenho vindo aplicar no âmbito do programa Eco-Escolas, do qual sou coordenador, e naquelas que são minhas atividades enquanto professor de Saúde Ambiental. Tem-se tornado mais interessante e motivador abordar as questões energéticas e, naturalmente, as questões ambientais e relacioná-las com a saúde.

ClimACT é um projeto financiado no âmbito do Programa Interreg Sudoe 2014-2020. Através da gestão energética inteligente, as energias renováveis e a alteração de comportamentos, ClimACT melhora a eficiência energética dos edifícios escolares. Também realiza atividades formativas para sensibilizar os estudantes sobre a importância da economia baixa em carbono.

ClimACT… http://www.climact.net




Introduza o seu e-mail


Janeiro 2019
S T Q Q S S D
« Dez    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias