Archive for the ‘Alterações Climáticas’ Category

Segundo informação veiculada no Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos 2018, o ciclo hídrico mundial está a intensificar-se devido às alterações climáticas, com a tendência de regiões já húmidas ou secas apresentarem situações cada vez mais extremas. Atualmente, estima-se que 3,6 mil milhões de pessoas (quase metade da população mundial) vivem em áreas que apresentam uma potencial escassez de água por pelo menos um mês por ano, e essa população poderá aumentar para algo entre 4,8 mil milhões e 5,7 mil milhões até 2050.

Dia Mundial da Água
Hoje, na celebração do Dia Mundial da Água, deixamos a sugestão do filme “A Civel Action”, que alude às implicações da contaminação da água e que se baseia em factos verídicos.

Hoje, dia 22 de fevereiro de 2019, teve lugar mais uma reunião do Conselho Eco-Escolas. Desta vez, e ao contrário do que é hábito, a reunião teve lugar nas instalações do Polo Artur Ravara da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (ESEL). Na verdade tratou-se da primeira reunião do Conselho Eco-Escolas da ESEL que está a implementar a metodologia dos 7 passos subjacente ao Programa Eco-Escolas e a desenvolver trabalho para garantir a conquista daquela que será a sua primeira Bandeira Verde.

Eco-Escola ESEL

Considerando a partilha de espaços comuns entre a ESEL e a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL), desde o ano letivo 2010/2011 que a ESEL se faz representar no Conselho Eco-Escolas da ESTeSL pela professora Filomena de Sousa. Este ano, e para efeitos de constituição do conselho Eco-Escolas da ESEL, a ESTeSL foi convidada a fazer-se representar, cabendo esse papel ao professor Vítor Manteigas.

Nesta primeira reunião, onde foi apresentada a metodologia do Programa, foram já abordadas algumas atividades a integrar no Plano de Ação, sendo que algumas delas poderão vir a ser desenvolvidas em conjunto pelas comunidades académicas das duas instituições.

A concretizar-se a efetiva implementação do Programa Eco-Escolas e o posterior reconhecimento do trabalho desenvolvido pela ESEL, com a atribuição da respetiva Bandeira Verde, estão criadas as condições para que num futuro próximo possamos falar do Eco-Campus “Parque das Nações”.

Desejamos muito sucesso aos nossos parceiros, nesta aventura que agora se inicia, rumo a um futuro comum que se quer mais sustentável.

Greve às aulas... pelo CLIMA!

Greta Tintin Eleonora Ernman Thunberg, ativista do clima conhecida por protestar às portas do parlamento sueco, como forma de divulgar as questões associadas às alterações climáticas e que ganhou projeção mundial após a sua intervenção na COP24 em Katowice (Polónia), decidiu fazer greve às aulas em nome do clima.

Inspirados em Greta Thunberg, os estudantes portugueses vão juntar-se ao que se espera serem milhares de estudantes de todo o mundo, e faltar às aulas no próximo dia 15 de março, como forma de protesto pela inação, assim como exigir aos respetivos governos que a resolução da crise climática seja claramente incorporada na agenda política e se torne uma prioridade.

Por agora, e segundo informação veiculada pela comunicação social portuguesa, Lisboa, Porto e Coimbra são as cidades onde, em Portugal, há já manifestações marcadas, respondendo ao apelo do movimento estudantil internacional #SchoolStrike4Climate e #FridaysForFuture.

Encontro Campus Sustentável 2018Irá ter lugar no dia 27 de novembro de 2018, na Universidade de Coimbra, um encontro de trabalho entre membros convidados de comunidades académicas de instituições de Ensino Superior (IES) portuguesas que tem em vista a criação de uma rede de cooperação para a sustentabilidade dos campi (Encontro Campus Sustentável 2018).

Este encontro realiza-se na sequência do primeiro Encontro Virtual Campus Sustentável – EVCS (ver Encontro Virtual Campus Sustentável) que teve lugar no dia 12 de junho de 2018, sendo que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) foi um dos pontos focais de participação e onde a experiência da ESTeSL no âmbito do programa Eco-Escolas e do projeto Interreg Sudoe ClimACT foi evidenciada. O primeiro evento reuniu membros das comunidades de nove IES em torno do tema da gestão sustentável dos campi, nas suas múltiplas dimensões como, por exemplo, a eficiência no uso de recursos, a gestão de resíduos, a mobilidade, a formação, a investigação, a dinamização da comunidade, a interação com as comunidades envolventes e, naturalmente, a gestão da sustentabilidade. No final do EVCS os participantes decidiram unanimemente promover um encontro alargado na Universidade de Coimbra, que irá então ter lugar já na próxima semana e onde a ESTeSL se fará representar pelo professor Vítor Manteigas, coordenador Eco-Escolas e coordenador Baixo Carbono.

WINNERS at "Interreg Talks 6 Projects, 1 Slam", during European Week of Regions & Cities

No decurso desta semana, a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) marcou presença na European Week of Regions and Cities (EURegionsWeek), que teve lugar em Bruxelas, na Bélgica, nos dias 8, 9 e 10 de outubro. Esta presença decorreu da participação da estudante Inês César (membro do Conselho Eco-Escolas e da Comissão Baixo Carbono), onde representou os estudantes portugueses associados ao projeto Interreg Sudoe ClimACT, enquanto estudante do ensino superior.

O ClimACT estava nomeado para os RegioStars e para o “Interreg Talks: 6 projects, 1 slam”, tendo sido um dos vencedores no Project Slam do Interreg Talks, onde foram apresentados todos os projetos finalistas.

A apresentação do ClimACT ficou a cargo de um grupo de estudantes das escolas participantes (onde se inclui a ESTeSL), representantes de Portugal, França, Espanha e Gibraltar, e que foram acompanhados nesta missão por alguns professores e parceiros do projeto.

Esta vitória, decorre do trabalho de uma equipa maior, constituída por estudantes (e respetivas famílias), docentes e não docentes, toda a comunidade académica e comunidade envolvente das quase quarenta escolas ClimACT, assim como do trabalho exaustivo de todos os parceiros (universidades, autarquias, empresas, centros de investigação, organizações não governamentais e outras).

Este é o caminho que perspetiva fazer e que começa agora, nas escolas, rumo a uma economia de baixo carbono, que urge alcançar.

Muitos parabéns a TODOS!

No decurso da última semana, teve lugar na Universidade de Gibraltar, mais um encontro da equipa técnica do projeto Interreg Sudoe ClimACT. Desta vez, e à semelhança do que já havia ocorrido em Madrid (ver A Eco-Escola ESTeSL, entre Madrid e Lisboa…), foram criadas condições para que alguns professores representantes das escolas ClimACT de Portugal, França, Espanha e Gibraltar, acompanhados por colegas de Andorra, pudessem estreitar relações e começar a criar sinergias para aquela que será uma rede de trabalho no sudoeste da Europa.

A ESTeSL, em visita de trabalho a Gibraltar, no âmbito do projeto Interreg Sudoe ClimACT, contribui para a definição da escola do futuro

A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) fez-se representar pelo professor Vítor Manteigas (Coordenador Eco-Escolas e Coordenador Baixo Carbono) que rumou até Gibraltar, em carpool, com colaboradores do Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ), do Instituto Superior Técnico (IST), da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) e da Edigreen, membros da equipa técnica do projeto ClimACT, para participar no 5th Meeting of the Steering Commitee. A caminho, fez-se uma breve paragem em Sevilha para ali recolher mais alguns professores de Madrid e Andorra e potenciar desta forma a utilização de uma mesma viatura, concorrendo para uma mobilidade com menores emissões de carbono.

O encontro, que decorreu na Universidade de Gibraltar, nos dias 27 e 28 de setembro, teve sessões plenárias com os membros da equipa técnica e professores, assim como sessões diferenciadas onde, por um lado, foram discutidas questões associadas ao projeto e, por outro, os professores desenvolveram algum trabalho mais prático.

Por parte dos professores, e para além das visitas realizadas a algumas das escolas que em Gibraltar integram as escolas-piloto do projeto ClimACT, foram discutidas aquelas que podem ser as bases para a escola do futuro e onde a ESTeSL participou ativamente e deu a conhecer algumas das suas boas práticas.

Deixamos aqui o nosso agradecimento ao projeto Interreg Sudoe ClimACT pela oportunidade e, naturalmente, à Universidade de Gibraltar e a todos os Llanitos (Yanitos ou Janitos) – assim se designam os Gibraltinos, pela forma como nos acolheram.

O projeto Interreg Sudoe ClimACT é novamente finalista! Desta vez falamos do “Interreg Talks: 6 projects, 1 Slam“.

Para além dos três prémios que serão atribuídos no decurso da EURegionsWeek 2018, e onde o projeto ClimACT marcará presença em Bruxelas, de 8 a 10 de outubro para a sua apresentação pública, existe ainda um “Social Media Award”, onde o vencedor será o que angariar mais votos (likes) no respetivo vídeo.

Para votar, basta “gostar” no vídeo incorporado em baixo e dessa forma estaremos também a valorizar todo o trabalho que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) tem vindo a fazer no âmbito do programa Eco-Escolas e do projeto ClimACT. O desafio é votar e partilhar…

In the framework of the #EURegionsWeek 2018, a specific session “Interreg Talks: 6 projects, 1 Slam”, will be organised by Interact and the European Commission (DG REGIO) as the new edition of the Project Slam.

The Slam is part of the capitalisation work implemented by Interact, where the ‘Interreg Talks’ are a series of events aimed at promoting innovative communication approaches related to capitalisation of Interreg results. Specific thematic ‘Talks’ have been organised in the fields identified for Interact capitalisation networks over the past years (Migration, Climate Change, etc.).

The ‘Interreg Talks’ also aim at demonstrating how Interreg works and how its cooperation model could be enlarged/transferred. The Interreg Talks are, by their nature, targeted at stakeholders and audiences other than Interreg practitioners.

For the 2018 edition, Interact has applied to the ‘European Week of Regions and Cities’ (#EURegionsWeek) in order to present a new experience of project slam, by making Interreg results more visible to the targets and audience of this major event. The 1,5-hour slot for this year’s Slam is scheduled during the EURegionsWeek 2018. The Project Slam session will present high impact Interreg projects (see pre-selection criteria detailed below) in an entertaining and easy way to the audience attending the EURegionsWeek.

For this Project Slam a nomination process is open to Interreg Programmes (including Interreg – IPA CBC and ENI Programmes) and its main goal is to identify good projects and results to be showcased by the voice of their protagonists. These projects need to have a high communication power and attractiveness for relevant stakeholders and the audience of the event. The language used must be English, and provided the message is clearly understandable, of course, regional/national accents – the DNA of our diversity – are most welcome.




Introduza o seu e-mail


Março 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Categorias