Archive for the ‘Alimentação Saudável e Sustentável’ Category

Podemos não nos dar conta, mas as imagens e as campanhas através de fotografias fazem parte do nosso dia-a-dia. Desde sempre que estes métodos de tentar cativar o consumidor são muito utilizados. O recurso a técnicas específicas de marketing e publicidade têm a capacidade de chamar a atenção a um número crescendo de pessoas e potenciar forma como a informação que se pretende passar é interpretada pela população.

Com um conjunto de fotografias (onde se promove a comparação entre alimentos convencionais e biológicos), pretende-se realçar o efeito que o Homem, ao usar agrotóxicos, tem nos alimentos que são consumidos diariamente pela população em geral. Tenta-se assim sensibilizar para os produtos, técnicas e formas que os produtores utilizam para desenvolver os alimentos em menor tempo e com maior produtividade, sem que, muitas vezes, se tenha em consideração o bem-estar do consumidor e das eventuais consequências para a saúde, decorrentes do seu consumo.

Fruta Feia versus Fruta Bonita” é uma fotocampanha da autoria das estudantes do primeiro ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), Catarina Rodrigues e Teresa Espada, publicado no portal Jovens Repórteres para o Ambiente.

A “poluição plástica” e o desperdício alimentar são fenómenos frequentes da atualidade e que muito se devem aos hábitos de consumo. Uma forma de obviar estes fenómenos passa, por exemplo, pela venda e compra de produtos a granel, enquanto opção mais sustentável. Em Portugal, as lojas a retalho que optam por este tipo de comércio têm proliferado um pouco por todo o país e os Jovens Repórteres para o Ambiente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) foram descobrir um pouco mais desta realidade.

Compra e venda a granel: uma opção sustentável” é uma videorreportagem da autoria das estudantes do primeiro ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), Andreia Coelho, Catarina Carvalho e Marta Amaral, publicada no portal Jovens Repórteres para o Ambiente.

No âmbito da unidade curricular de Gestão de Resíduos II, do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), os estudantes Cátia Rodrigues, Manuel Gonçalves e Mauro Batista realizaram um trabalho para o Projeto “Uma Gota de Água, Uma Gota de Óleo”, um desafio resultante de uma parceria entre a ABAE | Eco-Escolas e a PRIO.

Depois de abordados os conteúdos teóricos relativos aos Óleos Alimentares Usados (OUA), o grupo de trabalho responsável pelo desenvolvimento do projeto fez mais alguma pesquisa que servisse de base para o vídeo a realizar, nomeadamente dos riscos ambientais e para a saúde, assim como da existência de pontos de recolha na área envolvente à ESTeSL. Posteriormente foi elaborado um guião e uma storyboard para o vídeo que o grupo se propôs a fazer. Após discussão dos instrumentos de apoio à realização do trabalho final, foi estabelecido contacto com a Junta de Freguesia do Parque das Nações, a quem se solicitou autorização para o uso e recolha de imagens do oleão existente na Piscina Municipal do Oriente. A recolha de imagens e edição final do vídeo foi da responsabilidade dos estudantes envolvidos, com o apoio do docente responsável pela unidade curricular.

Este desafio resultante de uma parceria entre ABAE | Eco-Escolas e a PRIO, pretende com o projeto PRIO Top Level motivar as crianças, jovens, professores e família para um maior conhecimento acerca das questões que se relacionam com a importância da correto encaminhamento dos  óleos alimentares usados no local adequado e particularmente para os impactos negativos na qualidade da água, para que estes estejam recetivos à introdução de mudanças de hábitos no dia-a-dia.

Foi na passada quinta-feira, 4 de outubro de 2018, que uma comitiva da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL), da qual faziam parte estudantes e docentes, representando a comunidade académica, participou em mais um Dia das Bandeiras Verdes, que este ano decorreu na cidade de Pombal e onde recebeu o oitavo galardão Eco-Escolas, a Bandeira Verde, atribuído à ESTeSL.

Tal como já havia ocorrido em edições anteriores, a ESTeSL foi responsável por, em conjunto com a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, dinamizar uma atividade de fotografias criativas que garantiu animação aos milhares de participantes no Dia das Bandeiras Verdes.

Fomos receber mais uma Bandeira Verde...

Muito do trabalho desenvolvido ao longo do ano, e que culminou com a atribuição da Bandeira Verde, foi da responsabilidade de estudantes e docentes de Saúde Ambiental, tendo-se recebido ainda os prémios correspondentes aos lugares conseguidos nos projetos/desafios:

O momento mais esperado do dia teve lugar quando a estudante do curso de licenciatura em Imagem Médica e Radioterapia, Daniela Pasat, membro do conselho Eco-Escolas e da Comissão Baixo Carbono, recebeu a Bandeira Verde, em nome representação de toda a comunidade académica da ESTeSL.

A delegação da ESTeSL que se deslocou a Pombal numa viatura gentilmente cidade pelo Instituto Politécnico de Lisboa, levou consigo a marca do projeto Interreg Sudoe ClimACT e regressou a Lisboa já no fim do dia, trazendo na bagagem aquela que é a sua oitava Bandeira Verde, perspetivando-se para breve o respetivo hastear na Praça da Saúde.

Parabéns a toda a comunidade académica, em especial ao Conselho Eco-Escolas e à equipa de docentes e estudantes que têm vindo a contribuir de forma inegável para uma educação ambiental para a sustentabilidade, de mérito, na nossa escola.

Dia das Bandeiras Verdes 2018 (Pombal)Depois de ter sido tornado público a atribuição de mais uma Bandeira Verde (Galardão Eco-Escolas) à Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL), podemos então confirmar a nossa presença, mais uma vez, na cerimónia do Dia das Bandeiras Verdes 2018.

Desde o ano letivo passado que a atribuição do Galardão Eco-Escolas surge também na sequência daquela que tem sido a nossa participação no projeto Interreg Sudoe ClimACT e de todo o trabalho entretanto desenvolvido.

A “aventura” começou ano letivo de 2010/2011 e desde então nunca mais parou. Este ano conseguiu-se, pelo oitavo ano consecutivo, conquistar mais um galardão que uma comitiva representativa da comunidade académica da ESTeSL irá receber no Encontro Nacional “Dia das Bandeiras Verdes”, no dia 4 de outubro, em Pombal,

A atribuição deste oitavo galardão vem reconhecer o trabalho de mérito que temos vindo a desenvolver ao longo destes anos, em prol de uma educação para a sustentabilidade, de qualidade, e que este ano foi também, à semelhança dos anos anteriores, objeto da atribuição de vários prémios (ver  ESTeSL é premiada no desafio “Alimentação Saudável e Sustentável” e ESTeSL volta a vencer uma das atividades criativas da Geração Depositrão).

Parabéns a toda a comunidade académica da ESTeSL!…

Este ano, na sequência do desafio lançado a todas as Eco-Escolas, a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) participou pela primeira vez no projeto “Alimentação Saudável e Sustentável”.

O projeto “Alimentação Saudável e Sustentável” concretizou-se através de um conjunto de desafios, que pretendia motivar as crianças, jovens, professores e família para um maior conhecimento acerca das questões que se relacionam com a alimentação saudável e sustentável por forma a que estes se tornem recetivos à introdução de mudanças de hábitos no dia-a-dia. O enfoque deste ano letivo foi, para além da Alimentação Saudável e Sustentável, o combate ao Desperdício Alimentar.

ESTeSL é premiada no desafio Alimentação Saudável e Sustentável

As estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental, Catarina Ricardo, Felícia Silva, Inês César e Joana Ferreira participaram no projeto, idealizando uma “eco-ementa” completa para quatro pessoas, com alimentos da época de Primavera/ Verão e que lhes valeu o terceiro lugar no concurso nacional. Parabéns!

Os alimentos foram adquiridos localmente, tendo-se optado por produtos frescos biológicos, na sua maioria não embalados e não processados, assim como por alimentos rios em fibras, pobres em hidratos de carbono e açucares artificiais. Pela proximidade aos locais de produção, foram comprados sem recurso a uso de transportes, tendo sido confecionados nas instalações da ESTeSL e consumidos pelas estudantes, numa das refeições principais.

A ementa foi pensada pelas estudantes, após um trabalho de pesquisa acerca das frutas e vegetais da época e da região, calculando-se também o valor energético total da ementa, tendo por base a tabela de composição nutricional do Instituto Dr. Ricardo Jorge, assim como a informação inclusa nos rótulos de alguns alimentos. Para a concretização deste trabalho contou-se com a colaboração da Mariana Pereira, recém licenciada em Dietética e Nutrição pela ESTeSL, a quem agradecemos. Deixamos também um agradecimento ao curso de Dietética e Nutrição pela cedência do laboratório onde se procedeu à preparação e confeção da refeição.




Introduza o seu e-mail


Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias