Foi publicada na passada sexta-feira, dia 6 de julho, a Resolução da Assembleia da República n.º 158/2018, que recomenda ao Governo que realize uma avaliação de impacto do programa Eco-Escolas.

No ponto 1 do documento, aprovado no dia 6 de abril, pode ler-se que a Assembleia da República propõe ao Governo que “elabore um estudo de avaliação de impacto do Programa Eco-Escolas, nomeadamente ao nível dos projetos realizados e do seu efeito transformador, e da alteração de atitudes e práticas das comunidades educativas que participaram no programa”.

No ponto dois, a Assembleia da República sugere que “na sequência dos resultados dessa avaliação [proposto no ponto anterior], pondere a expansão da rede Eco-Escolas a todos os agrupamentos de escolas, bem como às instituições de ensino superior”.

A Assembleia da República recomenda ao Governo que realize uma avaliação de impacto do Programa Eco-Escolas

A confirmar-se a sugestão enunciada no ponto 2, a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) já leva, pelo menos, oito anos “de avanço”, com trabalho efetivo no âmbito do Programa Eco-Escolas. Esperemos que num futuro próximo, tenhamos muitas mais instituições de ensino superior a integrar a rede Eco-Escolas.

Deixe um Comentário




Introduza o seu e-mail


Julho 2018
S T Q Q S S D
« Jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias
Parceiros